Reinaldo Carneiro rouba a cena no Arbitral da Segundona e dá aula como dirigente

A maior “prova de fogo” ele viveu nesta tarde na sede da entidade, quando roubou a cena no Conselho Arbitral da Segunda Divisão

por - - - REDAÇÃO - Campinas

Campinas, SP, 3 (AFI) – Se alguém ainda tinha dúvidas de que a administração de Reinaldo Carneiro Bastos à frente da Federação Paulista de Futebol (FPF) teria o mesmo tom da desastrosa passagem, por longos e intermináveis 11 anos, de Marco Polo del Nero, se enganou totalmente. A maior “prova de fogo” ele viveu nesta tarde na sede da entidade, quando roubou a cena no Conselho Arbitral da Segunda Divisão. Aliás, com cobertura exclusiva do Portal FUTEBOL INTERIOR, que há mais de 15 anos dá apoio ao futebol do interior do Estado, de forma independente.

Reinaldo Carneiro Bastos, à direita, deu uma aula como dirigente
Reinaldo Carneiro Bastos, à direita, deu uma aula como dirigente

O presidente deu um verdadeiro show no comando de um grupo de dirigentes ainda inexperientes, alguns “abelhudos”, outros desavisados e outros desinformados.

Com a postura de um democrata, Reinaldo Carneiro, ouviu a todos. Deu a palavra a quem quis falar alguma coisa, mesmo que fosse uma besteira.

TRATAMENTO SEM DISTINÇÃO
Tratou cada filiado sem distinção, como se o América de Rio Preto, por exemplo, tivesse a dimensão do Corinthians, atual campeão brasileiro, ou do Santos, atual campeão paulista. Em que pese as intervenções inconvenientes do seu presidente Zé Branco.

Até deixou alguns dirigentes de boca aberta e olhos arregalados quando falou de seu time de coração com naturalidade. Ele fazia um alerta às parcerias que fracassaram nos últimos anos em todo o Interior, mesmo que desesperados pela falta de apoio do antigo presidente, o elitista e intragável Marco Polo Del Nero.

“O meu Taubaté começou a caminhar com as próprias pernas agora. Depois de várias parcerias mal sucedidas” – referindo-se a supostos empresários e empresas de fachada.

Foi humilde a ser comparar àqueles que estavam sentados na sua frente:

“Estou abrindo a Federação Paulista para todos clubes. Para que tenhamos o Interior forte, nós precisamos ter este intercâmbio, à fim de suprir as necessidades de cada filiado”.

Ao centro, Reinaldo Bastos, foi transparente e assumiu sérios compromissos com os clubes
Ao centro, Reinaldo Bastos, foi transparente e assumiu sérios compromissos com os clubes

COMPROMISSOS SÉRIOS
O “Astro”, que não é aquele da novela, usou da palavra com propriedade, transparência, objetividade e honestidade. Soube, como se diz na gíria, colocar os pingos nos “is”. Politicamente correto.

E, quando, todos achavam que a tudo ficaria apenas na conversa, o ousado Reinaldo Carneiro Bastos, ex-presidente do Taubaté nos anos 80, arregaçou as mangas e deu exemplos claros de que vai auxiliar os clubes da Segundona, como já fizera neste ano com todos os outros clubes das demais divisões – Paulista A1, A2 e A3.

Com o claro objetivo de oferecer condições de organização e estruturação aos clubes, Reinaldo Bastos não se furtou a compromissos. É só ler abaixo as promessas feitas por ele, para ter a certeza de que passou no grande teste.

Compromissos sérios e reais:

1 – Cota
Pelo menos duplicar o valor do ano passado – que foi de R$ 20 mil.

2 – Logística

Evair, ao centro, arrendou o Brasilis por um ano e vai disputar a Segundona
Evair, ao centro, arrendou o Brasilis por um ano e vai disputar a Segundona

Dando prioridade nas questões de transporte e acomodações. Há possibilidade de firmar uma parceira com uma empresa de ônibus para atender os clubes que tenham dificuldade.

E até formalizar uma parceria com uma grande Rede de Hotéis para oferecer aos times visitantes. Isso vai evitar o que acontecia até ano passado, com delegações viajando no dia do jogo, sem alimentação adequada e ás vezes em condições precárias.

3 – Material Esportivo
Auxiliar os clubes que não têm material esportivo adequado, pelo menos, em termos de material de jogo. O objetivo é melhorar o visual dos clubes e da própria competição. Em princípio, 17 clubes demonstraram dificuldades.

4 – Bolas
Garantiu 60 bolas por clube, apesar das dificuldades enfrentadas com empresas de material esportivo, também mergulhadas em crise.

5 – Patrocínio extra nas Oitavas
Se comprometeu a fazer “um novo Arbitral” para discutir, inclusive, a possibilidade de uma cota extra para cada classificado. No caso, o objetivo claro é buscar um patrocinador para isso.

- - - REDAÇÃO
Esta coluna é publicada pela Editoria da Agência Futebol Interior. O PORTAL FUTEBOL INTERIOR é o mais completo site vertical de futebol do Brasil, com duas décadas de existência e que se tornou referência nacional quando se fala em futebol, a paixão nacional. E, totalmente, independente. Acom
Veja perfil completo
Veja todos