Paulista A2: Após recusar Corinthians, técnico detona demissão: 'Difícil entender'

Tarcísio Pugliese foi desligado pelo XV de Piraicaba, um dos integrantes da zona de classificação às quartas de final

por Agência Futebol Interior

Piracicaba, SP, 09 (AFI) - Demitido pelo XV de Piracicaba na última quarta-feira, o técnico Tarcísio Pugliese utilizou as redes sociais, nesta quinta-feira, para se manifestar sobre o ocorrido.

O agora ex-comandante alvinegro valorizou o período que passou no estádio Barão da Serra Negra. Em 2019, foi semifinalista do Paulista e finalista da Copa Paulista.

Os bons resultados fizeram com que o Nhô Quim disputasse a Copa do Brasil de 2020, na qual avançou até a segunda fase.

Tarcísio Pugliese
Tarcísio Pugliese

Além disso, o treinador chegou a recusar uma proposta para ser auxiliar técnico do amigo de longa data, Tiago Nunes, no Corinthians.

De acordo como Tarcísio Pugliese, a opção pelo desligamento partiu do presidente quinzista, Arnaldo Antonio Bortoletto, que sequer esteve presente na reunião que marcou a saída.

Após 12 das 15 rodadas da primeira fase do Paulista A2, o XV de Piracicaba é o quinto colocado, com 19 pontos, apenas três abaixo do líder São Bernardo FC. São Bento, com 18, é o primeiro fora da zona de classificação às quartas de final.

CONFIRA A NOTA OFICIAL
Infelizmente, hoje se encerra um ciclo. Vitorioso, e de muita alegria para mim. Tive o prazer de comandar o XV por 18 meses, tendo disputado uma semifinal do Paulista e uma final da Copa Paulista em 2019. Além disso, este ano fizemos a melhor campanha da história do XV na Copa do Brasil, e permanecemos invictos por 10 jogos. Estávamos praticamente classificados e em um momento de evolução gigantesco.

Na quarta feira fui chamado para uma reunião com o diretor de futebol, o presidente do conselho, o gerente de futebol e o advogado do clube. Nessa reunião, sem a presença do presidente, foi comunicada a minha demissão do clube, mesmo com todos os presentes na reunião, deixando claro que eram contra a atitude que estava sendo tomada. Fiquei perplexo por estar sendo demitido durante a pandemia, e no momento em que a FPF comunica a volta da Série A2.

Sempre respeitei e honrei o XV, negando várias propostas de outros clubes, mesmo sendo clubes com mais visibilidade e financeiramente melhores para mim. Esse respeito não foi recíproco. Aceitei a redução salarial para pode ficar até o fim do Paulistão (e fui o único funcionário que não recebeu do clube o salário referente ao mês de maio, não foi cumprido o que foi combinado comigo) aceitei uma possível nova redução, e cheguei a propor ao presidente, que me pagasse quando fosse possível, mesmo que isso acontecesse no próximo ano.

Fiz isso pelo carinho que tenho pelo clube, pelo torcedor, pelos atletas e pessoas que trabalharam comigo. Dessa forma, fica difícil entender que o problema tenha sido financeiro. Meu muito obrigado a torcida, aos atletas, por quem tenho imenso carinho e respeito. Agradeço aos companheiros de trabalho, a imprensa Piracicaba e a diretoria do XV de Piracicaba. Estarei na torcida pelo acesso! Tenho certeza que esse ano ele virá!