No Santos, Jorge Sampaoli nega conversas com outros times: 'Especulação'

Treinador argentino, sondado pelo Racing, não deve seguir no comando do Peixe para 2020

por Agência Estado

Santos, SP, 29 - Com contrato até o fim de 2020 com o Santos, Jorge Sampaoli já indicou que está com o futuro incerto e pode trocar de clube ao fim da temporada.

Esse cenário de incerteza provoca perguntas a cada entrevista coletiva ao treinador, que parece incomodado com esses questionamentos.

Após o duelo com o Fortaleza, que terminou com derrota por 2 a 1, o treinador preferiu criticar supostas ações dos gandulas, que teriam até esvaziado bolas nos minutos finais da partida de quinta-feira, no Castelão.

Sampaoli tem futuro incerto à frente do Santos em 2020 - Ivan Storti / Santos FC
Sampaoli tem futuro incerto à frente do Santos em 2020
"Não (defini o futuro). Já expliquei milhões de vezes. Penso em ganhar cada jogo. Hoje deixamos escapar uma vitória. Uma derrota que não merecemos, em um lugar onde se jogou um jogo que pareceu ser do século passado, furaram as bolas. Uma vergonha o que se passou aqui. É como atrasar o futebol em 50, 70 anos", disse.

RIVAL

Questionado especificamente sobre a possibilidade de negociar com o Palmeiras, Sampaoli assegurou que não conversará com nenhum clube enquanto não definir seu futuro no Santos. "Tudo especulação midiática. Não falaria com nenhum clube estando nessa instituição", afirmou.

Anteriormente, porém, Sampaoli revelou que recebeu sondagem da diretoria do Racing. O treinador, porém, admitiu que existe a possibilidade de seguir trabalhando no futebol brasileiro, mesmo que fora do Santos.

"Aprendi muito aqui no Brasil. Aqui estão os melhores do mundo que me tocou comandar em muito tempo. Aprendo muito ao trabalhar nesse país", comentou.

Na derrota para o Fortaleza, Sampaoli recebeu o terceiro cartão amarelo. Com isso, não poderá dirigir o time no duelo com a Chapecoense, domingo, nas Vila Belmiro, pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro.