Copa SP: Pelo segundo ano consecutivo, Primavera se classifica na liderança do grupo

O objetivo veio após empatar com o Atlético-PR por 2 a 2, neste sábado, finalizando a primeira fase

por Agência Futebol Interior

Indaiatuba, SP, 08 (AFI) - Mais do que a liderança, algumas histórias, curiosidades, e alguns recordes estavam em jogo nesse sábado (07), e o Primavera tinha pela frente o Atlético-PR, equipe com uma das melhores bases do país, campeão brasileiro de 2001. Nossos garotos não sentiram o peso do adversário e buscaram um empate por 2 a 2 na terceira rodada da Copa São Paulo de Futebol Júnior.

Muito disso se deve ao excelente trabalho que o técnico Júlio César vem realizando com o Primavera. Em 2016, chegou à terceira fase e só foi eliminado nos pênaltis para o Avaí. O objetivo nesta temporada é chegar mais longe e, pelo futebol apresentado, isso será possível.

Curiosamente, exatos 16 anos depois, Primavera e Atlético-PR voltaram a se enfrentar pela Copa São de Futebol Júnior (Jogaram em um mesmo 7 de Janeiro), as equipes se encontraram em 2001, em jogo valido pela 32ª edição da Copinha, na ocasião, nossa equipe venceu os paranaenses por 3 a 0.

O JOGO
Dessa vez a situação era completamente diferente, em 2001 os dois times fizeram abertura do grupo, já em 2017, se encontraram na última rodada do grupo. O Primavera já entrou classificado em campo, enquanto o Atlético-PR buscava a confirmação na segunda fase. Um empate bastava para os paranaenses, porém, mais que a simples classificação, buscavam a vitória, e logo aos 13 minutos Murillo abriu o placar. Seis minutos depois, o mesmo Murillo fez mais um, aumentando a vantagem do Atlético-PR.

O Primavera não se abateu, e deu uma pressão no fim do primeiro tempo, mas foi só aos 24 minutos da segunda etapa que o Fantasma converteu pressão em gol, após boa jogada do nosso lateral de origem angolana Pedro Nhime, Toró recebeu na ponta, jogou entre as pernas do zagueiro e anotou um golaço, para delírio da galera. Menos de 5 minutos depois, Toró arrancou em direção ao gol e acabou sofrendo pênalti, que ele mesmo cobrou e marcou seu 5° gol na competição, se tornando um dos maiores artilheiros do Primavera na história da competição.

Foto: Fabio Wosniak/Site Oficial
Foto: Fabio Wosniak/Site Oficial
O empate garantiu o Primavera na primeira colocação do grupo 15 com 7 pontos, aumentou a sequência invicta para 8 jogos, e pela primeira vez se classificou dois anos seguidos, e de quebra, ambos na liderança. Na segunda fase, o Fantasma encara o Santa Cruz-PE, na próxima terça-feira (10), às 16 horas.

FICHA TÉCNICA DE PRIMAVERA 2X2 ATLÉTICO-PR:

Primavera: Daniel. Patrik, Gabriel Ventura, Gabriel Souza, Pedro Nhime (Bertin). Denis, Cleisson (Caio), Andrei. Rabiola, Erick (Adriano), Toró (Felipe). Técnico: Júlio Cesar.

Atlético-PR: Caio. Moser, Daniel, Jacy, Renzo. Riuller, Marcelo, Juan (Igor), Murillo (Mauricio), Matheus Anjos (Jhonathan), Julian (Vitor Naum). Técnico: Gustavo Silva.

Cartões Amarelos: Primavera: Andrei, Jonas, Caio; Atlético-PR: Jacy, Marcelo, Juan, Murillo. Cartão Vermelho: Atlético-PR: Jacy.

Gols: Primavera: Toró (24:00 2°T, Pênalti – 29:00 2°T); Atlético-PR: Murillo (13:00 1°T, 19:00 2°T)

Arbitragem: Dermival Benedito Gomes. Assistentes: Helio Antonio de Sá, Antonio Franciso de Souza Silva. Quarto Arbitro: Lucas Bovi Baptistella.

aaa