Copa Paulista: Destaque na base e xodó do Noroeste, Rael é emprestado ao Avaí

O jogador já desembarcou em Santa Catarina e ficará no sub-20, em princípio, mas treinando também com o elenco profissional

por Agência Futebol Interior

Bauru, SP, 08 (AFI) - Seguindo os mesmos passos do zagueiro Foguinho, hoje no Palmeiras, e do atacante Johny, no Internacional de Porto Alegre, foi a vez do lateral-esquerdo e meio-campista, Rael, de 18 anos, ser emprestado pelo Noroeste, com possibilidade de venda. O jogador ficará no Avaí de Santa Catarina, time que disputa a Série A do Brasileirão, até 31 de dezembro de 2018. Rael já desembarcou por lá e ficará no sub-20, em princípio, mas treinando também com o elenco profissional. Por outro lado, desfalcará o Norusca na sequência da Copa Paulista.

O jogador tem contrato com o Noroeste até 31 de dezembro de 2019. O Avaí tem opção de possível compra de 70% do passe do atleta noroestino. Se isso ocorrer, Noroeste fica com 30% em caso de uma venda futura de Rael.

Natural de São Domingos (MA), com 1,75m de altura, Rael chegou ao Noroeste em janeiro deste ano, aos 17 anos, para preencher uma lacuna no setor esquerdo do campo que antes vinha sendo improvisado. Com biotipo forte, acima da média para a idade, qualidade na perna esquerda e com explosão muscular para apoiar o ataque e recompor a defesa, ele ganhou rapidamente a oportunidade para ser profissionalizado e foi destaque da equipe na Série A3 e fez dois gols. Rael é um jogador versátil e atua também como meia. Em alguns jogos do Paulista sub-20 deste ano, inclusive, ele atuou algumas partidas como atacante e desequilibrou, marcando quatro gols.

Destaque da base e xodó da torcida, Rael é emprestado ao Avaí (Foto: Bruno Freitas/Noroeste)
Destaque da base e xodó da torcida, Rael é emprestado ao Avaí (Foto: Bruno Freitas/Noroeste)
Rael apareceu para o futebol na base da Portuguesa Santista, como ponta esquerda. Em 2015 foi para o São Paulo participar de uma daquelas disputadas peneiras com mais de 300 jogadores e foi passando nos testes até ser efetivado no time sub-17, como atacante pela esquerda. Em um dos jogos, com o desfalque de um lateral, ele foi deslocado para a posição e agradou. Com o Tricolor ele foi campeão do último Campeonato Paulista 2016, no sub-17, e anteriormente já havia conquistado também Taça BH, Copa Ouro e Salvador Cup.

No final do ano passado o jogador acabou perdendo espaço no time titular do Tricolor, porque o treinador tinha preferência por outro atleta que era convocado à Seleção Brasileira. Com isso, Rael deixou o time e veio para o Norusca, onde ganhou o carinho dos torcedores e passou a ser, desde então, o xodó do elenco.

CARINHO PELO NOROESTE E POR BAURU
Empolgado com mais um salto na carreira, Rael falou sobre esse novo desafio. “Fui super feliz no Noroeste. Conquistei muitos amigos e a torcida sempre me tratou com muito carinho. Via isso sempre nas redes sociais. Hoje, encarando mais esse desafio, me vejo um jogador que está amadurecendo cada vez mais, dentro e fora de campo. Sempre me dedico ao máximo para aproveitar todas as oportunidades que aparecem”, disse.

Rael deixou ainda um recado para os torcedores noroestinos. “Quero agradecer todo carinho que os torcedores do Noroeste me deram. Me receberam de braços abertos. Foi uma honra vestir essa camisa e representar esse clube de tanta história. Espero que poder vestir esse manto novamente um dia”.

O coordenador da base do Noroeste, Emerson Carvalho, falou sobre a ida do Rael ao Avaí. “O Rael veio como uma aposta para a Série A3 deste ano. Pela idade, demonstrou personalidade e potencial. Começou muito bem o campeonato e caiu um pouco na reta final, junto com toda a equipe. Todo jogador jovem com potencial pula algumas etapas e corremos o risco. Hoje mostra o quanto valeu a pena. Seus jogos chamaram a atenção do Avaí, que nos procuraram para poder contar com ele, a princípio por empréstimo. Tenho certeza que ele vai se destacar por lá. Menino tranquilo, de boa índole e muito futuro”.