Flamengo x River Plate - Confronto inédito em primeira final única da Libertadores!

Times nunca se enfrentaram em uma final; Time brasileiro chega em melhor momento, mas argentinos são os atuais campeões

por Agência Futebol Interior

Rio de Janeiro, RJ, 22 (AFI) - Mudança no formato, no local, mas enfim chegou a hora da final única da Copa Libertadores da América 2019. Neste sábado, o Flamengo, que vive um grande momento e é praticamente campeão brasileiro, encara o River Plate, que busca o bicampeonato e que sempre cresce em momentos decisivos no torneio continental. A partida será neste sábado, às 17h, no Estádio Monumental, em Lima, no Peru.

CLIMA DE COPA DO MUNDO

Mesmo com o jogo no Peru, o Maracanã estará cheio neste sábado, pois o Flamengo abrirá o estádio para os torcedores, assim como o Mané Garrincha, em Brasília. Em São Paulo, o Museu do Futebol também transmitirá a partida.



CAMPANHAS

O time brasileiro chega à final com a seguinte campanha: dez pontos na liderança de seu grupo na primeira fase (três vitórias, um empate e duas derrotas); nas oitavas perdeu para o Emelec por 2 a 0, mas reverteu a vantagem no Maracanã e venceu nos pênaltis; nas quartas de final bateu o Inter por 2 a 0 e depois empatou por 1 a 1; nas semifinais, empatou com o Grêmio no primeiro jogo e depois goleou por 5 a 0.

Já a campanha dos argentinos conta com: dez pontos na vice-liderança de seu grupo na primeira fase (duas vitórias, quatro empates e nenhuma derrota); nas oitavas também passou nos pênaltis (4 a 2) após dois empates sem gols com o Cruzeiro; nas quartas eliminou o Cerro Porteño com vitória por 2 a 0 e empate por 1 a 1; nas semifinais reeditou a final de 2018 e eliminou o Boca Junior após vencer por 2 a 0 e depois perder por 1 a 0.


EM 1981...

Esta será a primeira vez que a Libertadores terá final única, que também contará com um confronto inédito na decisão. Em 1981, quando o Flamengo foi campeão em sua única participação em finais até hoje, teve que realizar três jogos diante do Cobreloa, do Chile.

Venceu o primeiro por 2 a 1 com dois gols de Zico, perdeu o segundo por 1 a 0, deixando o placar agregado empatado e, pelo regulamento da época, forçando um jogo de desempate. O Fla então venceu por 2 a 0 com mais dois gols de Zico.


CLÁSSICO EM 2018

Já o River Plate está mais acostumado a participar de decisões. Esta será sua sétima final, tendo quatro títulos, em 1986 (América de Cali, México), 1996 (América de Cali), 2015 (Tigres, México) e 2018 (Boca Juniors).

Nesta última participação, após empate por 2 a 2 no La Bombonera, a partida no Monumental de Núñez foi cancelada por conta de confusões.

Foi remarcada para o Estádio Santiago Bernabéu, em Madri, na Espanha. Após empate por 1 a 1 no tempo normal, o River marcou dois gols e venceu por 3 a 1 na prorrogação.


COMO VEM O FLAMENGO

Praticamente campeão brasileiro, o Flamengo chega em um melhor momento para a final, com um futebol ofensivo e com peças no banco de reservas que seriam titulares em qualquer clube do país. O português Jorge Jesus, apesar do pouco tempo à frente do clube carioca, soube colocar em prática seu estilo, embora não seja infalível, como demonstrado no empate por 4 a 4 no clássico com o Vasco.

O último treino foi realizado nesta sexta-feira e a escalação do Flamengo não deve contar com surpresas.

"Quando decidi treinar o Flamengo, falei para minha comissão preparar as malas porque seríamos finalistas da Libertadores. Chegamos à final contra um rival muito forte, com mais experiência, mas isso não nos assusta. Sabemos o nosso valor”, disse Jorge Jesus.

"É uma nação atrás de um sonho. Amanhã vamos tentar fazer exatamente isso. Temos a prioridade do prazer e da paixão, sem pensar na pressão para não ficarmos atrofiados. A confiança é o que nos move, sem pensar nas consequências positivas ou negativas da final", acrescentou.


Espaço incorporado por HTML (embed)


COMO VEM O RIVER PLATE

O River pode até não ter um futebol mais bonito do que o Flamengo, mas isso não quer dizer que seja pior. Acostumado com a competição, os argentinos sabem aplicar a estratégia do técnico Marcelo Gallardo, que está à frente do clube desde 2014. Nesta semana, até foi cogitado alterações na escalação, mas ele afirmou que a equipe será a mesma.

"Considero que estamos competindo por uma conquista que as duas equipes chegam em ótimas condições na final. Parece que temos boas chances para conseguir. Única coisa que espero é que seja um bom espetáculo de futebol. Considero que termos muitos bons valores em campo. Os condimentos começam depois que a bola rola", disse Gallardo.

"Somos o último campeão da América e trataremos de fazer valer isso contra um rival muito forte", completou.


Ficha Técnica

Fase
Final
Rodada
1ª rodada
Data
23/11/2019
Horário
17h00
Local
Monumental de Lima - Lima, Peru ()
Árbitro
Roberto Tobar (CHI)

Assistentes
Christian Schiemann (CHI) e Claudio Rios (CHI)

Cartões Amarelos
Flamengo-BRA: Pablo Marí, Rafinha
River Plate-ARG: Casco, Matías Suárez, Enzo Pérez

Cartões Vermelhos
Flamengo-BRA: Gabigol
River Plate-ARG: Palacios
Gols
Flamengo-BRA: Gabigol 43' 2T, Gabigol 46' 2T
River Plate-ARG: Borré 14' 1T
Flamengo-BRA
Diego Alves;
Rafinha, Rodrigo Caio, Pablo Marí e Filipe Luís;
Arão (Vitinho), Gerson (Diego), Éverton Ribeiro, Arrascaeta e Bruno Henrique;
Gabigol.
Técnico: Jorge Jesus
River Plate-ARG
Franco Armani;
Montiel, Martínez Quarta, Pinola e Casco (Paulo Díaz);
Enzo Pérez, Nacho Fernández (Julián Álvarez), Palacios e De La Cruz;
Borre (Lucas Pratto) e Suárez
Técnico: Marcelo Gallardo