Goleiro campeão mundial diz que não disputou Copa pois recusou trocar de nome

Ele afirmou que a comissão técnica da Seleção Brasileira não queria que Mazaropi fosse para o Mundial com seu apelido

por Agência Futebol Interior

Porto Alegre, RS, 21 (AFI) - O ex-goleiro Mazaropi, campeão da Libertadores e do Mundial pelo Grêmio em 1983, deu uma declaração, no mínimo, polêmica, na noite desta segunda-feira, no Bem Amigos, do canal Sportv. Mazaropi garantiu que não disputou a Copa do Mundo em 1974, na Alemanha, pois recusou trocar de nome.

Mazaropi afirmou que a comissão técnica da Seleção Brasileira não queria que ele fosse para o Mundial com seu apelido. Batizado em Além da Paraíba, em Minas Gerais, como Geraldo Pereira de Matos Filho, o goleiro ganhou o apelido em referência ao comediante Amácio Mazzaropi.

Na época, o goleiro atuava no Vasco e o comediante era sensação nacional em seus filmes que encenava um caipira. Mazaropi, o goleiro, disse que se tivesse trocado de nome teria sido o terceiro goleiro naquela Copa em que Leão, então no Palmeiras, foi titular, e seu reserva era Renato, do Flamengo. Já o terceiro goleiro foi Valdir Peres, então goleiro do São Paulo.

Mazaropi deu uma declaração polêmica. (Foto: Guilherme Testa / Grêmio)
Mazaropi deu uma declaração polêmica. (Foto: Guilherme Testa / Grêmio)

SERÁ MESMO?
A declaração de Mazaropi é um pouco estranha já que ele jamais foi convocado ao longo das partidas preparatórias para a Copa do Mundo. E o 4º goleiro, na lista dos 40 que a Confederação Brasileira de Futebol (CBF), na época CBD, mandava à FIFA contava com Zecão, da Portuguesa. Wendell, que fazia sucesso no Botafogo, também chegou a participar desta seleção, mas acabou sendo cortado em razão de uma contusão.

Atualmente com 66 anos, Mazaropi foi revelado pelo Vasco, onde fez bastante sucesso até meados de 1978, quando os cariocas contrataram Emerson Leão e Mazaropi perdeu espaço. Esteve jogando no Coritiba e em outras equipes como Náutico e Figueirense, encerrando a carreira no Guarani, no interior do Rio Grande do Sul, em 1992.

Foi no Grêmio, porém, que ele viveu seu auge, conquistando vários títulos, inclusive, o Mundial. Foi campeão pernambucano pelo Náutico em 1984 e paranaense pelo Coritiba em 1979. Atualmente, Mazaropi mora em Porto Alegre.