Sul-Americana: Dudamel e Di Santo lamentam falta de intensidade do Atlético-MG

Com a derrota por 3 a 0 contra o Unión-ARG, o Galo praticamente dá adeus ao torneio ainda na primeira rodada

por Agência Futebol Interior

Belo Horizonte, MG, 07 (AFI) - A derrota por 3 a 0 para Unión, na Argentina, praticamente eliminou o Atlético Mineiro da Copa Sul-Americana. O clube alvinegro terá que fazer quatro gols de diferença para avançar no duelo de volta. O atacante Di Santo analisou a partida e afirmou que a equipe 'vacilou' em sua estreia no torneio continental.

"Não há muito a dizer. O primeiro tempo foi nosso, mas vacilamos. No segundo tempo entramos mal, tomamos mais gols. Eles fizeram o que tinham que fazer: gols. Nós não fizemos. Temos que mostrar força no Brasil, na volta", disse Di Santo.

Dudamel e Di Santos lamentam falta de intensidade do Atlético-MG
Dudamel e Di Santos lamentam falta de intensidade do Atlético-MG

Já o técnico Dudamel lamentou a falta de intensidade do time para lidar com uma partida internacional, mas mostrou certa confiança em conquistar o resultado em Belo Horizonte.

"Sabemos que temos muito trabalho pela frente. Não fizemos um jogo com intensidade que requer um jogo internacional, mas ainda não estamos eliminados. Temos que ter competitividade e buscar o resultado em casa", disse o treinador.

FOCO NO PRÓXIMO DESAFIO
Dudamel ainda falou sobre o próximo compromisso do time na temporada. "Única maneira de se levantar de um duro golpe é ganhando no final de semana. Quero despertar o caráter dos meus jogadores. Temos que colocar a cara para bater. Precisamos dar uma resposta imediata", falou o treinador.

O Atlético enfrentará no domingo o URT, às 18h, no Zama Maciel. O clube mineiro precisará vencer para tentar recuperar a primeira posição, hoje do Cruzeiro.