Mancini aponta 'erro zero' para o Atlético-MG no clássico diante do Cruzeiro

Os dois times vivem momento delicado e uma derrota pode colocar o Galo de vez na briga contra o rebaixamento

por Agência Estado

Belo Horizonte, MG, 09 (AFI) - Mais do que qualquer estratégia tática ou qualidade técnica, Vagner Mancini aponta que apenas com 'erro zero' o Atlético-MG vai conseguir sair do Mineirão, neste domingo, às 16 horas, diante do arquirrival Cruzeiro com a vitória, em jogo válido pela 32.ª rodada do Campeonato Brasileiro.

"Por mais que a gente monte estratégias ofensivas, marcação alta ou baixa, o que mais importa é você, defensivamente, ter erro zero e isso tenho passado aos atletas. É um lance de bola parada, de lateral, uma desatenção e você toma um gol que te custa caro porque, em um jogo desse, há uma pressão muito maior quando você tem que empatar e virar", disse.

"Então, o princípio de tudo no clássico é o erro zero na parte defensiva e que você, com isso, consiga vislumbrar alguma coisa ofensivamente diferente daquilo que está sendo feito. O rendimento ofensivo do Atlético no jogo contra o Goiás foi muito satisfatório e espero que se repita agora no clássico", completou o treinador, que orientou neste sábado o último treinamento antes do tradicional confronto.

Apesar de as duas equipes não estarem em boa fase, Mancini prevê uma grande partida, bastante disputada. "As duas equipes estão em evolução. Espero um bom jogo de futebol. Um jogo leal, duro, na bola. Acredito que vai ser um jogo que encherá os olhos de quem for ao estádio", disse Mancini. Ele aposta que o time mais equilibrado emocionalmente terá maiores condições de obter a vitória.

"É um clássico que, por si só, reúne todos os ingredientes possíveis. Então, não há dúvida em dizer que a tensão fará parte do jogo. Acho que o time que souber administrar melhor isso vai ter vantagem no jogo."

O time ganhou mais confiança após a vitória de quarta-feira, no Mineirão por 2 a 0, sobre o Goiás. Com 39 pontos na 11.ª colocação, o Atlético-MG está apenas seis à frente do Botafogo, primeiro time na zona de rebaixamento. Para alcançar a Copa Libertadores, o time mineiro precisa tirar nove pontos de desvantagem do Corinthians, atual sexto colocado.