Com gol de Suárez, Uruguai bate Panamá no último amistoso antes da Copa América

A Eslováquia recebeu a Jordânia para um amistoso e aplicou uma goleada de 5 a 1, diante de apenas 3.454 torcedores

por Agência Estado

São Paulo, SP, 07 - A seleção do Uruguai venceu o Panamá, por 3 a 0, nesta sexta-feira, em Montevidéu, no seu último amistoso antes da disputa da Copa América. O time do técnico Oscar Tabárez abriu o placar com Maxi Gómez no primeiro tempo e contou com boa atuação dos atacantes Cavani e Suárez, que também balançou as redes, para liquidar de vez os panamenhos.

Para Suárez, o gol foi importante também para confirmar a sua boa recuperação de uma uma artroscopia no joelho direito, realizada no último dia 9 de maio, na Espanha. Por causa do problema, o artilheiro do Barcelona só fez o primeiro treino de preparação com a seleção uruguaia para a competição continental na última terça-feira.

O JOGO
O Uruguai começou em ritmo lento, com muito toque de bola e pouca objetividade. Com isso, o Panamá chegou a se aventurar no ataque e Escobar arriscou forte chute da intermediária para defesa firme de Muslera. Porém, na primeira jogada bem articulada saiu o gol uruguaio. Nández deu ótimo passe para Arrascaeta pela direita. Com grande visão de jogo, o meia do Flamengo fez bela assistência para Maxi Gómez abrir o placar em bela cabeçada, aos 19 minutos.

A partir daí, o meio-campo do Uruguai passou a dominar o jogo e esbanjar categoria. Vecino e Lodeiro se juntaram a Arrascaeta e as jogadas ofensivas começaram a surgir com mais frequência. Gómez teve mais duas oportunidades e Vecino uma. O goleiro Mejía apareceu bem para evitar novo gol uruguaio.

Uruguai derrota o Panamá
Uruguai derrota o Panamá
No segundo tempo, o Panamá, treinado pelo herói nacional Dely Valdés, voltou mais rápido no contra-ataque. Aos 12 minutos, Quinteros quase empatou, ao surgir sozinho para cabecear no meio da zaga uruguaia.

Com a falta de inspiração do time em campo, Óscar Tabárez resolveu colocar em campo Cavani e Suárez em ação, aos 18 minutos. Entusiasmada, a torcida passou a gritar "Uruguai, Uruguai". E Suárez precisou de apenas cinco minutos para fazer um gol. O atacante do Barcelona sofreu falta pelo lado esquerdo do ataque e bateu com eficiência: 2 a 0, aos 23.

O time da casa passou a marcar forte a saída de bola do Panamá e com mais dois minutos, Arrascaeta roubou a bola e bateu no travessão. Cavani sofreu pênalti, mas o juiz não deu.

Aos poucos, o Uruguai ia mostrando parte de sua força. Aos 33, Suárez fez boa jogada pela direita e cruzou para Cavani. A defesa panamenha afastou parcialmente, mas a bola caiu no jeito para Valverde acertar um lindo sem pulo para fazer 3 a 0, aos 34 minutos.

O fim do jogo foi marcado pela intensa participação de Suárez. O centroavante marcou a saída de bola do adversário, finalizou duas vezes e ainda teve fôlego para "brigar" com os zagueiros adversários nas cobranças de escanteio.

A seleção uruguaia está no Grupo C da Copa América e a estreia é dia 16 diante do Equador, no Mineirão, em Belo Horizonte. O Japão será o seu segundo adversário, no dia 20, na Arena Grêmio, em Porto Alegre, onde atuará antes de encerrar campanha na primeira fase diante do Chile, no dia 24, no Maracanã.

OUTROS AMISTOSOS
De folga na rodada das Eliminatórias da Eurocopa de 2020, a Eslováquia recebeu a Jordânia para um amistoso e aplicou uma goleada de 5 a 1, diante de apenas 3.454 torcedores, em outro confronto de preparação realizado por uma equipe nacional nesta sexta-feira.

Outra goleada foi registrada no Usbequistão, onde a seleção local marcou 4 a 0 sobre a Coreia do Norte. Já o Iraque foi até a Tunísia e perdeu por 2 a 0. Costa do Marfim 3 x 1 Comores e Quênia 1 x 0 Madagáscar foram outros dois amistosos do dia que tiveram vitórias de equipes que atuaram como mandantes. Já Gâmbia foi até o Guiné e venceu por 1 a 0, enquanto Tajiquistão e Afeganistão empataram por 1 a 1.