Fenapaf anuncia que carteira assinada dos jogadores agora é lei

Além de todos os documentos de praxe, os clubes precisarão assinar a Carteira de Trabalho

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 12 (AFI) - Nesta sexta-feira, a Fenapaf anunciou que a solicitação da exigência de assinatura da Carteira de Trabalho para registro dos atletas profissionais de futebol no Boletim Informativo Diário (BID) foi acatada pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Sendo assim, os clubes terão que apresentar, além de todos os documentos de praxe, a Carteira de Trabalho devidamente assinada. O presidente da Fenapaf, Felipe Augusto Leite, comemorou essa conquista histórica.

O presidente da Fenapaf, Felipe Augusto Leite, comemorou essa conquista histórica
O presidente da Fenapaf, Felipe Augusto Leite, comemorou essa conquista histórica

"Não tenho palavras para exaltar essa vitória para toda a categoria. Ações que respeitem as relações de trabalho de forma equilibrada sempre encontrarão na Fenapaf apoio incondicional. São atitudes como está que objetivamente fazem o futebol brasileiro mais forte", disse Leite.

A Fenapaf vai requerer ao Ministério do Trabalho que promova mutirões de expedição do documento e também vem orientar ao atleta brasileiro que apresente a sua carteira de trabalho para as devidas anotações, cobrando a respectiva devolução em 48 horas.

A entidade ainda diz que "orgulhosamente registra que a partir de agora os atletas de futebol do Brasil passam a existir nas estatísticas do Ministério do Trabalho".