Ex-presidente convoca coletiva em momento turbulento do Guarani

As principais trapalhadas do ex-mandatário do Bugre envolveram transferências de jogadores

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 22 (AFI) – Num momento turbulento do Guarani e tentando montar um planejamento para a próxima temporada, o ex-presidente Marcelo Mingone convocou uma entrevista coletiva para esta quarta-feira, 23. Ele deixou o clube em 2012, após renunciar em meio a muitas polêmicas. Em contato com a assessoria, o empresário revelou que não irá passar o assunto que será tratado na entrevista, o que deixou os torcedores apreensivos.

As principais trapalhadas do ex-mandatário do Bugre envolveram transferências de jogadores. Ele era acusado de agenciar promessas da base e mais tarde negociá-los com clubes do Brasil, que pingavam também nas suas contas. Ele chegou a ser denunciado na Polícia Civil, que abriu um inquérito. Outro vacilo foi a venda do mando de campo na final do Campeonato Paulista de 2012 que, ao invés de ser no Brinco de Ouro, acabou no Morumbi.

Ex-presidente Marcelo Mingone convoca coletiva em momento turbulento do Guarani
Ex-presidente Marcelo Mingone convoca coletiva em momento turbulento do Guarani
A coletiva será nesta quarta-feira, 23, no prédio Life Town, na Rua dos Alecrins, 914, na esquina com a Quirino do Amaral de Campinas, na região do Cambuí, em Campinas. Esta marcada para as 9 horas e contará também com o advogado das empresas Mingone, o que também aumenta a expectativa sobre o assunto que será tratado.

Curiosamente a coletiva vem num momento turbulento do Guarani. O presidente Horley Senna, tentando diminuir os gastos neste final de semana, dispensou todos os jogadores do elenco que subiu para a Série B de 2017, além do técnico Marcelo Chamusca. Há dois meses da Série A2, o grupo não tem nem Rodrigo Pastana, que também aguarda um posicionamento da diretoria.