Seleção FI da 13ª rodada da Série B vem no 4-4-2

Três integrantes do G-4, Cruzeiro, Vasco e Grêmio, contam com representantes na lista

Categorias: Seleção da Rodada

Por: Agência Futebol Interior, 19/06/2022

diego souza
Diego Souza (Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA)

​Campinas, SP, 19 (AFI) – A 13ª rodada do Campeonato Brasileiro Série B terminou neste domingo e é hora de conferir como vem a Seleção FI. Quem comanda a escalação é Paulo Pezzolano, que se tornou o estrangeiro com mais jogos no Cruzeiro. Vice-líder e com a segunda melhor defesa, o Vasco também tem um representante, assim com o Grêmio, que entrou no G-4.

CONFIRA A SELEÇÃO FI DA 13ª RODADA DA SÉRIE B:

selecao 13 rodada serieb 2022 e1655687837597
Seleção FI da 13ª rodada da Série B vem no 4-4-2 26

Goleiro
Thiago Rodrigues (Vasco)
– O Vasco não jogou tão bem, é verdade, mas conquistou mais uma importante vitória diante do Londrina. Thiago fez defesas importantes quando o jogo estava 0 a 0. Em sua única falha ao tentar dar chutão, ainda contou com a sorte para não sofrer o empate. É um bom representante da segunda melhor defesa da competição, com apenas cinco gols sofridos.

Lateral direito
Pará (Brusque)
– O experiente Pará, deu a segurança que a zaga quadricolor precisava na vitória sobre o Criciúma por 1 a 0. O lateral manteve o time ligado na partida, sabendo conduzir o resultado, saindo exausto do jogo.

Zagueiro
Willian Machado (Operário) –
O Fantasma não conseguiu se recuperar da derrota, mas um empate fora de casa diante do Vila Nova precisa ser valorizado. Willian teve atuação segura, assim como toda a defesa e não sofreu gols.

Zagueiro
Victor Ramos (Chapecoense) –
Ao lado do goleiro Vágner, o zagueiro Victor Ramos foi o grande destaque defensivo da Chapecoense na vitória sobre o Bahia, por 1 a 0, na abertura da 13ª rodada da Série B. O defensor foi impecável nos desarmes e na marcação, quando o time da casa fez muita pressão pelo empate.

victor ramos
Victor Ramos. (Foto: Julia Galvão/ACF)

Lateral-esquerdo
Bidu (Cruzeiro)
– Atuou com liberdade, já que o time jogou com três zagueiros. Soube apoiar bem o ataque e não teve medo de invadir a área. Foi premiado com um gol após cruzamento de Rafa Silva. O gol foi fundamental para frear qualquer reação da Ponte Preta.

Volante
Neto Moura (Cruzeiro)
– Dominou o setor com boa marcação e qualidade na saída de bola. Fez um lançamento magistral para o gol de Edu, em um primeiro tempo em que a Raposa não foi tão bem.

Volante
Nenê Bonilha (Tombense) –
O Tombense viu o Novorizontino levar dois cartões vermelhos, o que facilitou sua vida. Mesmo assim, Nenê Bonilha se destacou, organizou o meio-campo, tanto na marcação quanto na saída de bola. Ainda viveu dia de artilheiro ao fazer dois gols.

nene bonilha
Nenê Bonilha. (Foto: Reprodução / YouTube)

Meia
Gabriel (CSA)

Enquanto teve fôlego, foi o principal jogador em campo no empate sem gols entre CSA e Guarani, no Brinco de Ouro da Princesa. Controlou a posse da bola e organizou as principais jogadas ofensivas. Sentiu o cansaço na etapa final e isso fez com que o Azulão também caíse de rendimento.

Meia
Rafael Longuine (CRB) –
CRB e Ituano fizeram um excelente primeiro tempo, lá e cá. Rafael Longuine foi o principal jogador do CRB, organizando o meio-campo e sem medo de arriscar. Sempre com perigo nas bolas paradas, chego a acertar a trave. O gol de Anselmo Ramon, no último lance, garantiu empate justo por 1 a 1.

Atacante
Chrystian (Chapecoense) –
No alto de seus 20 anos, o atacante Chrystian foi importantíssimo na vitória da Chapecoense em cima do Bahia na última segunda-feira. Afinal, foi dele o gol da vitória marcado logo aos dois minutos do primeiro tempo. Após uma bola cruzada na área, ele subiu e de cabeça mandou a bola para o fundo das redes.

Atacante
Diego Souza (Grêmio)
– Um dia depois de seu aniversário de 37 anos, o atacante Diego Souza foi o cara do jogo mais uma vez e garantiu a vitória do Grêmio por 2 a 0 em cima do Sampaio Corrêa, que manteve o Imortal no G4. Além de ser o artilheiro isolado da Série B com sete gols, ele se tornou o maior goleador do time gaúcho no século 21 com 80 tentos.

Técnico
Paulo Pezzolano (Cruzeiro)
– A Raposa encontrou dificuldade diante da Ponte Preta e não fez bom primeiro tempo. Na volta do intervalo, porém, fez o segundo gol rápido e, depois disso, controlou o jogo. A conversa no vestiário resolveu e o time segue 100% em casa, na liderança isolada.

paulo pezzolano
Paulo Pezzolano. (Foto: Cruzeiro / Divulgação)


Confira também: