Evandro reconhece má fase individual e mostra incômodo por seca de gols no Santos

Apesar de seu desempenho individual não ter sido tão bom, ele tem a confiança do técnico Jorge Sampaoli

por Agência Estado

Santos, SP, 22 (AFI) - Contestado por parte da torcida, o meia Evandro reconheceu que precisa melhorar sua performance com a camisa do Santos e mostrou incômodo com a seca de gols. Apesar de seu desempenho individual não ter sido tão bom, ele tem a confiança do técnico Jorge Sampaoli e vem ganhando chance entre os titulares.

"Tem aspectos que eu preciso melhorar. Tenho essa consciência, inclusive conversei com a comissão técnica. Nunca fiquei tanto tempo sem fazer um gol, é algo que me incomoda. O principal é eu ter essa consciência", avaliou Evandro em entrevista coletiva nesta sexta-feira.

"O mais importante é o que o treinador passa. Carinho do torcedor nos dá mais confiança, mas tenho que fazer o que eu tenho fazendo. Se estou jogando é porque o treinador está satisfeito com o que eu tenho feito", completou o jogador, que ainda não balançou as redes pelo time da Vila Belmiro.

Seca de gols de Evandro. (Foto: Ivan Storti /Santos)
Seca de gols de Evandro. (Foto: Ivan Storti /Santos)
INVENCIBILIDADE!
Terceiro colocado do Campeonato Brasileiro, com 65 pontos, e a uma vitória de se garantir na fase de grupos da Copa Libertadores, o Santos está invicto há seis jogos e atravessa um bom momento dentro de campo. Fora dele, no entanto, os dias são tensos, com o anúncio da saída do superintendente de futebol Paulo Autuori e a indefinição sobre a permanência de Sampaoli em 2020.

"Os jogadores têm dado resposta boa com tudo isso que tem acontecido. Temos de focar no que a gente pode fazer. Treinar e jogar bem. São situações que se não tivesse acontecido seria melhor, mas temos superado tudo isso muito bem", afirmou o meia.

Apesar de ainda não ter marcado gols e de admitir que pode melhorar seu rendimento, Evandro fez um balanço positivo de seu ano no Santos. Ele foi contratado no início de julho vindo do Hull City, da Inglaterra, e já atuou em 14 partidas até aqui.

"Cheguei com o pessoal todo jogando. Vim de férias, passei por um período para entrar em forma e me custou um pouco. Tive jogos como titular e me machuquei. São jogos atrás de jogos. Foi tudo muito novo e estou contente por ter jogado tantos jogos. É algo que realmente não esperava. Tenho gostado, sim. Estou satisfeito", analisou.

Evandro tem sido utilizado com frequência. Foi titular no clássico contra o São Paulo, que terminou em 1 a 1, e é provável que tenha uma nova oportunidade neste sábado, na partida diante do Cruzeiro, às 21 horas, na Vila Belmiro, pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Novidades para Sampaoli. (Foto: Ivan Storti / Santos)
Novidades para Sampaoli. (Foto: Ivan Storti / Santos)
TREINO
O elenco alvinegro realizou na tarde desta sexta-feira, no CT Rei Pelé, o último treino de preparação para o duelo com os cruzeirenses. A principal novidade da atividade foi a presença de Soteldo, se reapresentou depois de ter defendido a seleção venezuelana.

O treinamento, como de costume, foi fechado à imprensa, mas a tendência é a de que Soteldo seja confirmado no ataque santista. As maiores dúvidas na escalação estão nas duas laterais, com Pará e Victor Ferraz na briga por uma vaga na direita e Felipe Jonatan e Diego Pituca disputando outra na esquerda.

Uma provável escalação para o confronto é a seguinte: Everson; Pará (Victor Ferraz), Lucas Veríssimo, Gustavo Henrique e Felipe Jonatan (Diego Pituca); Alison, Carlos Sánchez e Evandro; Marinho, Eduardo Sasha e Soteldo.

O Santos ocupa a terceira posição do Brasileirão, com 65 pontos, e garantirá uma vaga na fase de grupos da Copa Libertadores de 2020 se superar o Cruzeiro neste sábado. Um triunfo também fará a equipe assumir de forma provisória o Brasileirão, pois alcançaria os mesmos 68 pontos do Palmeiras e ficaria com uma vitória a mais do que o rival, que no domingo enfrenta o Grêmio, em São Paulo, no complemento desta 34ª rodada.