Histórico atacante fazia há 63 anos seu primeiro gol pelo Guarani

Autor do gol brasileiro na final da Copa de 1950, o jogador estreou com dois gols diante da Ponte Preta

por Federação Paulista (FPF)

Campinas, SP, 19 (AFI) - Um ponta-direita rápido, forte chute e com passadas que deixavam os marcadores para trás. Assim poderia ser descrito o histórico jogador Albino Friaça Cardoso -mais conhecido apenas como Friaça- um dos grandes nomes do futebol brasileiro nas décadas de 40 e 50, sendo ídolo em clubes como o Vasco-RJ e com passagens por São Paulo e pela dupla campineira Guarani e Ponte Preta. Inclusive, o seu primeiro gol pelo clube bugrino completa 63 anos neste 19 de maio, justamente diante do maior rival.

Além de já demonstrar qualidade desde cedo, Friaça se notabilizou por ter feito o único gol brasileiro na derrota diante do Uruguai na primeira Copa do Mundo que o Brasil sediou, em 1950. Na ocasião, a seleção foi surpreendida pelos uruguaios diante de um Maracanã lotado, sendo derrotada por 2 a 1, de virada, em episódio que ficou conhecido como 'Maracanaço'. Além disso, Friaça ainda conquistou uma medalha de ouro nos Jogos Pan-americanos de 1952, sediado pelo Chile.

Friaça fez o único gol brasileiro na derrota da final da Copa do Mundo de 1950
Friaça fez o único gol brasileiro na derrota da final da Copa do Mundo de 1950
CARREIRA
Nascido na cidade de Porciúncula, interior do estado do Rio de Janeiro, o atacante começou a sua carreira pelo Vasco. Notabilizando-se pela qualidade com a bola e um faro de artilheiro, venceu os campeonatos cariocas de 1945 e 1947. Pelo cruzmaltino, foi autor de mais de 100 gols.

Após o sucesso no Rio de Janeiro, Friaça chegou ao futebol paulista para defender o São Paulo. Pelo Tricolor, brilhou na conquista do Campeonato Paulista de 1949, sendo um dos líderes do elenco que foi campeão com folgas do estadual, sendo parceiro de ataque do ídolo são-paulino Leônidas da Silva. Além disso, foi o artilheiro da competição com 24 bolas na rede.

Terminando sua passagem pelo Tricolor com 45 gols em 64 partidas, Friaça voltou a atuar por um pequeno período no Vasco. Após passagem pela sua terra natal, retornou ao futebol paulista em 1953, para iniciar a sua trajetória pelos rivais Guarani e Ponte Preta.

PRIMEIRO GOL PELO GUARANI
Após boa passagem pela Ponte Preta, Friaça rumou ao Guarani. O destino quis que o jogador marcasse seus primeiros gols pelo novo clube em cima do maior rival, em jogo disputado há exatos 63 anos, no dia 19 de maio de 1957. Na ocasião, o amistoso entre as duas equipes terminou com vitória por 3 a 0 do Guarani, com dois gols do atacante.

Friaça veio a falecer aos 84 anos, no dia 12 de janeiro de 2009. Sendo um dos principais jogadores das décadas de 40 e 50, deixou sua marca na história do futebol brasileiro.

Natanael Oliveira, especial para a FPF