Sem Apodi, CSA tenta adiar rebaixamento no Brasileirão

O time alagoano precisa de um milagre para escapar da queda

por Agência Futebol Interior

Maceió, AL, 03 (AFI) - Com o rebaixamento iminente, o CSA terá desfalques importantes para o duelo contra a Chapecoense nesta quarta-feira, às 21h, na Arena Condá, pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro. O técnico interino Jacozinho não poderá contar com o zagueiro Alan Costa, o meia Euller e o polivalente Apodi, que deixou o campo na derrota para o Bahia, por 2 a 1, com uma lesão na coxa.

Por outro lado, o treinador poderá contar com Jonatan Gómez, que cumpriu suspensão automática na última rodada. Ele formará o meio e campo com João Vitor, Nilton e Jean Cléber. Na defesa, Ronaldo Alves atuará ao lado de Castán, enquanto o ataque terá Bustamante e Ricardo Bueno.

Para permanecer na divisão, o CSA terá que torcer por derrotas nos próximos dois jogos de Ceará e Cruzeiro, vencer suas partidas, além de tirar uma diferença de 26 gols de saldo em relação ao clube alvinegro, algo considerado improvável até mesmo para integrantes do elenco.

Apodi desfalca o CSA nesta quarta-feira - Augusto Oliveira/RCortez/CSA
Apodi desfalca o CSA nesta quarta-feira
QUEDA IMINENTE
"Dói no meu coração porque eu sou grato por tudo o que o CSA fez na minha vida. Todas as vezes que precisarem de mim eu vou estar colocando a cara para bater. Sabemos da situação, mas vamos dar o melhor de nós nas duas últimas partidas. Precisamos honrar essa camisa e terminar com a cabeça erguida. Tenho certeza que os erros desse ano não acontecerão mais", falou o treinador.

O volante Jean Cléber também seguiu a linha do comandante: "Temos que pedir desculpas aos nossos torcedores e vamos pensar nesses dois últimos jogos para terminar da melhor forma possível", concluiu.

O CSA está atualmente na 18ª colocação, com 32 pontos, contra 38 do Ceará, o primeiro fora da zona de rebaixamento.

O provável CSA tem: Jordi; Dawhan, Ronaldo Alves, Luciano Castán e Rafinha; João Vitor, Nilton, Jean Cléber e Jonatan Gómez; Bustamante e Ricardo Bueno. Técnico: Jacozinho.