Depois da eliminação da Série D, torcida agride imprensa e diretores de clube

Membros da Torcida Organizada “Facção” lançaram pedras e artifícios contra jornalistas após queda para o Vitória-ES

por Sérgio Porto

Brasília, DF, 23 (AFI) - Cidadãos que se dizem torcedores, mas que na realidade são marginais travestidos de torcida organizada, após o encerramento do jogo no estádio Serejão, em Taguatinga, derrota do Brasiliense por 2 a 1 para o Vitória/ES, proporcionaram realmente momentos de verdadeira selvageria.

A Torcida Organizada denominada “Facção” teve integrantes envolvidos nos atos de selvageria ocorrida no final da tarde deste domingo, com tentativa de invasão do setor de imprensas, lançamento de pedras, pedaços de cadeiras e gritos de guerra tentando agredir os dirigentes do clube candango que foi eliminado pelo Vitória/ES. O ônibus com a delegação capixaba também foi apedrejado.

Alguns integrantes da imprensa esportiva tanto de Brasília, como do Espirito Santo, acabaram sofrendo com a investidas dos marginais que estavam travestidos de torcedores. O caso mais grave ocorreu com o repórter cinegrafista da Rede Globo de Televisão de Brasília, Carlos Bueno.

Repórter cinematográfico da Rede Globo foi agredido. (Foto: Sérgio Porto)
Repórter cinematográfico da Rede Globo foi agredido. (Foto: Sérgio Porto)

No exercício de seu trabalho de reportagem, com filmagens do jogo e acontecimentos extracampo o profissional do jornalismo foi agredido por pseudos torcedores que acabaram acertando chutes no profissional, como também como a tentativa de quebrar a câmera do profissional.

O diretor técnico da Federação de Futebol do Distrito Federal, Márcio Coutinho, falando à Rádio DF10 de Brasília destacou as providências que serão tomadas para que esta torcida organizada seja proibida de entrar nos estádios.

“Vimos aqui atos de selvageria. Isto é um jogo de futebol. Vamos buscar junto ao Ministério Público, providências para que estes marginais sejam banidos do nosso futebol. Esta torcida Facção tem de ser punida rigorosamente”, disse o diretor da Federação de Futebol, Márcio Coutinho.

O Brasiliense foi eliminado da série D do brasileiro. Agora sua única competição em 2019 será as disputadas da Copa Verde, frente ao próprio Vitória do Espirito Santo, que venceu a partida deste domingo, vitória por 2 a 1 e está classificado para a próxima fase da série D.