Figueirense 1 x 2 Oeste - Fábio prega mais dois pregos no caixão alvinegro!

Se os paulistas se afastaram da zona de rebaixamento, os catarinenses se aproximaram da Série C

por Agência Futebol Interior

Florianópolis, SC, 04 (AFI) - O Figueirense, a cada jogo, se aproxima mais da Série C do Campeonato Brasileiro. A noite desta sexta-feira não foi diferente. O Oeste precisou de apenas dois minutos para fazer dois gols com Fábio e vencer por 2 a 1 em pleno Estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis, e afundar ainda mais o lanterna na Série B.

A vitória, apenas a segunda fora de casa, colocou o Rubro na 12ª colocação com 33 pontos, seis a mais do que a degola. O Figueirense, por sua vez, chegou a 17 partidas sem vitória - dez derrotas, sendo três seguidas, e sete empates - e se manteve na última colocação com 23 pontos, cinco a menos do que o primeiro rival fora da zona do medo.

Torcida do Figueirense voltou a lotar o estádio, mas voltou a sofrer com o time! (Foto: Matheus Dias / FFC)
Torcida do Figueirense voltou a lotar o estádio, mas voltou a sofrer com o time! (Foto: Matheus Dias / FFC)

Não foi replay!
O torcedor que bocejou, se ajeitou na cadeira, foi buscar cerveja ou chegou atrasado ao Orlando Scarpelli perdeu dois gols ou se confundiu ao achar que havia acontecido replay dentro de campo. Afinal, Fábio, atacante do Oeste, precisou de dois minutos para fazer dois gols para o Oeste.

Aos 6 minutos, Elvis tocou para Fábio que, no meio da lua, girou sobre os zagueiros do clube catarinense e acertou uma paulada sem chances ao goleiro Matheus Vidotto. No minuto seguinte, Fábio recebeu de Alyson, a zaga deu bobeira e o atacante rubro bateu rasteiro para ampliar o marcador. Fábio chegou a nove gols na Série B.

O Oeste diminuiu o ritmo e o Figueirense demorou para entrar no jogo. Aos 29 minutos, Everton Santos quase driblou o goleiro Luís Carlos que foi mais rápido e colocou para escanteio. Aos 33 minutos, Luís Ricardo fez boa jogada e bateu firme. A bola passou rente à trave do Oeste.

Aos 39 minutos, o Figueira voltou a assustar. Pereira aproveitou cruzamento de Andrigo e quase acertou o ângulo. Aos 50 minutos, Gustavo Poffo tentou o drible e Willian Rocha fez pênalti. Aos 51 minutos, Andrigo encheu o pé no meio do gol e diminuiu a partida no último minuto do 1º tempo.

Tentativas!
O 2º tempo começou com o Figueirense mais animado e o Oeste tímido. O problema é que demorou para o clube catarinense chegar pra valer. Aos 15 minutos, Victor Guilherme bateu firme, mas a bola acertou a rede pelo lado de fora. O Figueirense aumentou a pressão.

Aos 27 minutos, Robertinho cruzou e Betinho quase fez gol contra. No lance seguinte, Alemão bateu de primeira e Luís Carlos fez grande defesa, evitando o empate. Aos 31 minutos, o Oeste finalmente acordou e quase ampliou. Matheus Jussa acertou um petardo e a bola tirou tinta da trave. No final, a partida ficou truncada e acabou com o triunfo do Oeste.

Próximos jogos
O Figueirense voltará a campo na próxima terça-feira, às 19h15, contra o Botafogo no Estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto, pela 27ª rodada. No mesmo dia, mas às 20h30, o Oeste viajará até Salvador para encarar o Vitória no Estádio do Barradão.

Ficha Técnica

Fase
Única
Rodada
26ª rodada
Data
04/10/2019
Horário
19h15
Local
Orlando Scarpelli - Florianópolis (SC)
Árbitro
Pablo Ramon Goncalves Pinheiro (RN)

Renda
R$ 119.670,00
Assistentes
Lorival Candido das Flores (RN) e Francisco de Assis da Hora (RN)

Público
7.616 pessoas
Cartões Amarelos
Figueirense-SC: Pereira, Tony, Márcio Coelho, Ruan Renato
Oeste-SP: Betinho, Roberto, Mazinho, Cléber Reis, Renan Freitas

Gols
Figueirense-SC: Andrigo 51' 1T
Oeste-SP: Fábio 6' 1T, Fábio 7' 1T
Figueirense-SC
Matheus Vidotto;
Luis Ricardo, Alemão, Ruan Renato e Carlinhos;
Patrick, Pereira (Christian) (Tony), Andrigo (Robertinho) e Victor Guilherme;
Éverton Santos e Gustavo Poffo.
Técnico: Márcio Coelho
Oeste-SP
Luís Carlos;
Betinho, Cléber Reis, Willian Rocha e Alyson;
Matheus Jussa, Thiaguinho, Elvis (Matheus Oliveira), Roberto (Mazinho) e Bonilha (Gabriel Vasconcelos);
Fábio.
Técnico: Renan Freitas