Mato-grossense: Federação fecha as portas e clubes começam dispensas

Os oito clubes que disputariam as quartas de final iniciaram a liberação de jogadores e comissões técnicas

Publicado em .

Os oito clubes que disputariam as quartas de final iniciaram a liberação de jogadores e comissões técnicas

Cuiabá, MT, 19 (AFI) - A suspensão do Campeonato Mato-grossense diante da ameaça de propagação do coronavírus anunciada na última quarta-feira provocou um efeito dominó.

A começar pela Federação Mato-grossense de Futebol (FMF). O presidente Aron Dresch determinou que as portas fossem fechadas e os funcionários façam suas tarefas em casa.

Não havendo projeção segura para a continuidade do campeonato, os clubes que têm contratos com jogadores de outros estados e regiões começaram as liberações.

CONFIRA A SITUAÇÃO DE CADA CLUBE

O presidente Aron Dresch anunciou portas fechadas na Federação Mato-grossense de Futebol
O presidente Aron Dresch anunciou portas fechadas na Federação Mato-grossense de Futebol
CUIABÁ
Liberou jogadores para estar com familiares, mas eles estão de sobreaviso e podem retornar nos próximos dez dias, dependendo de uma segunda ordem. O Cuiabá tem o plantel para o Estadual e Série B do Brasileiro, que também está suspensa.

DOM BOSCO
Já está com treinos suspensos e vai liberar os jogadores, dando baixa na CTPS (Carteira de Trabalho e Previdência Social).

LUVERDENSE
Terá uma reunião com plantel e comissão técnica para uma posição definitiva sobre dispensa ou manutenção dos salários até a Série D do Brasileiro.

NOVA MUTUM
Vai manter o plantel e a comissão até o final de março para depois dar baixa nas carteiras. Jogadores ficam de sobreaviso para eventual retorno do Estadual - há interesse nas vagas para Série D do Brasileiro e Copa do Brasil.

OPERÁRIO

Dispensou os jogadores de treinos, mas vai ter uma posição final na terça-feira. O clube tem na agenda a Série D do Brasileiro e quer manter o elenco com os salários pagos. Outra medida seria liberar com acerto de contas e recontratar.

SINOP
Presidente informa que começou a fazer os acertos e vai liberar todos os jogadores e comissão técnica. O clube pode chamá-los para o retorno do Estadual. O Sinop ainda busca vaga na Série D do Brasileiro e na Copa do Brasil - ambos de 2021.

POCONÉ
A princípio, a ideia é fazer o acerto de contas, pagas as rescisões e liberar o plantel. Ou chamá-los de volta caso o Estadual continue.

UNIÃO
Jogadores e treinador foram avisados que seriam dispensados desde a última quarta-feira. O presidente Reiner Roberto disse que vai rescindir com todo mundo, podendo recontratá-los se o Estadual voltar ou para a disputa da Série D.