Série C: Remo faz acordo com zagueiro e diminui valor de dívida trabalhista

Henrique pedia mais de R$ 400 mil ao clube, mas aceitou receber R$ 250 mil

Publicado em .

Henrique pedia mais de R$ 400 mil ao clube, mas aceitou receber R$ 250 mil

Belém, PA, 05 (AFI) - O Remo fez um acordo com o zagueiro Henrique, que processou clube na Justiça Trabalhista, e conseguiu diminuir o valor que deve pagar ao atleta. A pedida inicial era de mais de R$ 400 mil, mas foi reduzida para R$ 250 mil, conforme revelado por Pietro Alves Pimenta, diretor jurídico do Remo, em entrevista ao O Liberal.

“Na conciliação fechamos o valor de R$250 mil. Foi um acordo benéfico para o clube, já que ele pedia mais de R$400 mil. O clube não terá que tirar dinheiro do bolso para pagar esse valor neste momento”, explicou Pimenta.

Foto: Fábio Will / Clube do Remo
Foto: Fábio Will / Clube do Remo
“Como já temos cotas de patrocínios e parte das rendas bloqueadas, ele entra na fila de pagamentos e o juiz responsável fará o pagamento”, completou o diretor.

Henrique foi jogador do Remo por três anos, de 2015 a 2017, portanto participou da campanha do acesso da Série D do Brasileiro para a Série C.

A ação movida pelo zagueiro é referente a salários atrasados de todos os anos em que jogou pelo clube. Atualmente, defende o Sebail PFK, do Azerbaijão. Antes, passou pelo Saprissa, da Costa Rica, logo após deixar o Leão.