Quartas e semi com partidas únicas; empates implicam em decisão por pênaltis

Quartas e semi com partidas únicas; empates implicam em decisão por pênaltis

por ARIOVALDO IZAC - - - Campinas

João da Teixeira, parceiro de carteirinha do blog, posta comentário com informação errônea, a exemplo de muitas outras pessoas que também incorrem na falha.

Eis a citação: “Classificar em primeiro, não tem muito sentido ou vantagem. Alguns times não poderão jogar em casa mesmo em primeiro e a vantagem é só se ocorrer o empate depois dos dois jogos”.

Cabe esclarecer que nas fases quartas-de-final e semifinal serão realizadas partidas únicas, sem vantagem entre os competidores.

O artigo 11 do regulamento cita que 'nas partidas da fase quartas-de-final, o clube que tiver obtido a melhor colocação do grupo da primeira fase da competição realizará a partida na condição de mandante'.

E o mesmo se aplica aos clubes que avançarem à semifinal.

PÊNALTIS

O regulamento, no parágrafo 1º do artigo 17, cita que 'no caso de haver empates nas partidas das fases quartas-de-final e semifinal da competição, a definição se dará através de cobranças de penalidades'.

Nesta fase classificatória aplicam-se sucessivamente critérios de desempates, conforme estabelece o artigo 17: maior número de vitórias; maior saldo de gols; maior número de gols marcados; menor número de cartões vermelhos recebidos; menor número de cartões amarelos recebidos; sorteio público na sede da FPF.

De acordo com o artigo 10 do regulamento, nas quartas-de-final os clubes jogarão dentro dos respectivos grupos em partida única.

CARTÕES ZERADOS

De acordo com o artigo 45, no capítulo de sanções. 'finalizada a primeira fase da competição os cartões amarelos serão zerados, desde que não sejam terceiros da série, quando obrigatoriamente serão cumpridas suspensões automática.

O artigo 46 complementa que 'atleta ou membro da comissão técnica advertido com cada série de três cartões amarelos, ficará automaticamente impedido de participar da partida subsequente desta mesma competição'.

ARIOVALDO IZAC - -
Jornalista esportivo há 35 anos. Trabalhou, como jornalista, nas emissoras de Rádio Brasil, Educadora, Central, Jequitibá e Capital (São Paulo). Nos jornais: Diário do Povo e Jornal de Domingo, ambos de Campinas, e editor de Economia e Opinião do Jornal Todo Dia, de Americana.
Veja perfil completo
Veja todos