Com dívidas em meio à pandemia, presidente do Sport desabafa: "Vontade de chorar"

O clube acuma mais de R$ 145 milhões em dívidas, que chegam até a Fifa

por Agência Futebol Interior

Recife, PE, 09 (AFI) - O presidente do Sport, Milton Bivar, mostrou um pouco do sentimento em gerir o Sport em meio à pandemia causada pelo novo coronavírus. O clube está em crise financeira, agravada ainda mais pelo período de paralisação dos campeonatos de futebol em solos brasileiros.

“Às vezes, dá até vontade de chorar. De coisas assim que você procura: ‘Poxa, essa semana não teve ninguém que deu um empurrãozinho, ajudou aqui.’ Sabe? Tem dia que é assim, acontece. Mas você acaba se acostumando", disse o presidente, ao canal SporTV.

Milton Bivar falou sobre situação do Sport
Milton Bivar falou sobre situação do Sport

Bivar ainda falou sobre as dívidas, cada vez maiores dentro do clube. "Hoje o Sport tem um para receber e cinco para pagar. Então, você tem que diminuir essa relação. Próximo ano, temos que ter um para pagar e três para receber, e aí vai melhorando. Porque quando você fica um para um, vou receber R$ 50 milhões, vou pagar R$ 50 milhões. Mas no momento a situação do Sport não é. Cada R$ 1 que o Sport receber, deve R$ 5."

O mandatário admitiu que a situação é a pior que já encontrou. "Nunca passei por um negócio igual ao que estou passando aqui no Sport. Tive dificuldade, mas nunca quebrei, nunca fali uma empresa. Do jeito que está aqui, está muito difícil. Em 2008, quando eu peguei, a situação era difícil, não era fácil, mas longe do que está sendo hoje."

DÍVIDAS
Com dívidas na Câmara Nacional de Resolução de Disputas (CNRD) da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), na Justiça do Trabalho e na Fifa, o Sport acumulou uma quantia de R$ 145 milhões, que precisará ser quitado nos próximos anos.