Após queda, Milton Mendes exalta grupo do Sport e diz estar com consciência tranquila

O treinador lamentou o rebaixamento, mas destacou que o problema não vem de agora

por Agência Futebol Interior

Recife, PE, 02 (AFI) – A vitória por 2 a 1 sobre o Santos não foi suficiente para que o Sport fugisse do seu quinto rebaixamento no Campeonato Brasileiro. A esperança levantada para as últimas rodadas deixou o resultado ainda mais dolorido e diversos jogadores deixaram o gramado chorando. Mais calmo, o técnico Milton Mendes analisou o acontecido e se mostrou satisfeito com a diretoria do clube.

“Eu cheguei faltando 12 jogos. Não precisava de 20 para fugirmos do rebaixamento, 15 tava bom. Falo isso confiando na retrospectiva do meu trabalho. É um dos poucos clubes que me reconheceu e me valorizou da maneira que eu sou. Quando eu me posicionava, eles gostavam”, afirmou.

MUITA ENTREGA
Milton Mendes também exaltou a entrega do elenco e do restante do clube.

“Eu fiz o meu trabalho, fiz o melhor que pude. Eu to com a consciência tranquila e não posso dizer nada a ninguém. Os problemas que tinham antes, tinham depois e não foi por isso. O alento foi dado não só por mim, mas pelos jogadores, porque eles já reagiram.

Eu fiz tudo que podia ter sido feito. A direção, dentro da medida que puderam, fizeram tudo também. Os jogadores deram a vida em campo. O problema não vem de agora”, disse.

NO CAMPO
O volante Fellipe Bastos reconheceu que a queda ficará marcada, mas olhou para uma reação do time. “É uma mancha que a gente carrega para nossa carreira que nunca vai ser apagada. Fizemos nosso papel, mas não conseguimos reverter essa situação, que foi muito triste para todos nós. Agora é se reerguer. O Sport é muito grande para a segunda divisão”, disse.

“Acho que é uma junção de fatores. O ano já não começou bem. Todo mundo dentro do clube tem sua parcela de culpa, a gente tem que dividir isso. A gente sabe que o torcedor está ferido. Nós jogadores temos que botar a cara pra bater, mas não podemos levar a culpa sozinho”, completou o jogador.

Hernane Brocador, autor do segundo gol da equipe, também falou.

“O Sport caiu pelo ano. Não foi por hoje. Quem é culpado de tudo isso sabe. Os resultados negativos começaram a aparecer e sempre vai sobrar para os atletas”, disse Hernane.

 
 
" />