Eduardo Baptista tem dúvidas para definir o Sport para tentar segurar o Corinthians

O treinador tem quatro desfalques confirmados para enfrentar o lider da competição

por Agência Futebol Interior

Recife, PE, 14 (AFI) - Em meio às dúvidas o técnico Eduardo Baptista começa a definir o seu ‘time ideal’ para o Sport. Depois de empatar sem gols contra o Cruzeiro, em jogo que brilhou a estrela do goleiro Magrão, o clube já começa a pensar na partida contra o Corinthians no próximo domingo, às 19 horas, na Arena Corinthians, pela 25ª rodada do Campeonato Brasileiro. Vencer fora de casa pode significar deixar a zona de rebaixamento.

“Tirando o fator casa, é uma partida equilibrada. O Corinthians também vive um momento de pressão, estreia de um treinador, de buscar um ajuste… Precisando dar uma resposta para o seu torcedor e deve sair mais para cima do Sport. Precisamos ter sabedoria para explorar isso”, avaliou Eduardo Baptista. Com três derrotas nos últimos cinco jogos, o clube aparece com 24 pontos.

São pelo menos quatro desfalques certos para o jogo em São Paulo. O zagueiro Ronaldo Alves recebeu o terceiro cartão amarelo e está suspenso, os meias Fellipe Bastos e Marlone ainda pertencem ao Corinthians e não podem jogar por força de contrário, e o lateral-direito Cláudio Winck sentiu uma lesão na coxa direita e está vetado pelos médicos. Sander sentiu um desconforto no último treino e passou a ser dúvida.

Treinador terá que fazer ao menos cinco mudanças na equipe (foto: Divulgação/ Sport)
Treinador terá que fazer ao menos cinco mudanças na equipe (foto: Divulgação/ Sport)

As mudanças abrem espaço para Léo Ortiz assumir a função de zagueiro, com Jair de volante e Morato no ataque. Raul Prata é o substituto de Sander, caso o jogador não reúna condições de jogo.

“Trabalhamos o balanço dos volantes. É um setor crítico. Tem que dar uma atenção. Conseguimos evoluir e, quando jogar, aproveitar o Jair, que participa muito da criação; aproveitar o Neto, que joga bem de costas para a defesa adversária.

Precisamos dar uma boa mobilidade. Servir o atacante e fazer com que o Hernane não saia tanto da área”, comentou.

SPORT
Magrão; Ernando, Léo Ortiz, Durval e Sander (Raul Prata); Marcão Silva, Jair e Neto Moura; Rogério, Morato e Hernane.

 
 
" />