Clube da Copa Paulista se posiciona após 'pancadão' que teve depredação e briga

Eliminada da competição estadual ainda na primeira fase, a Portuguesa parece não ter um dia de paz

por Agência Futebol Interior

São Paulo, SP, 19 (AFI) - Eliminada da Copa Paulista ainda na primeira fase, a Portuguesa parece não ter um dia de paz. A polêmica da vez envolve um evento que aconteceu no estádio do Canindé, em São Paulo, no último final de semana. Imagens das redes sociais mostram o local sendo depredado, além de brigas e confusões.

Por conta disso, o clube rubro-verde precisou ser posicionar. Em nota oficial, a Lusa revela que o 'Pancadão' foi organizado pela empresa NITRO POINT EVENTOS ME, que, segundo o texto, irá arcar com todas as despesas, fazendo com que os lusitanos não saiam no prejuízo.

LEIA A NOTA NA ÍNTEGRA
Esta Diretoria vem informar a todos, que o evento realizado nas dependências da Portuguesa, mais especificamente no bolsão de estacionamento, foi realizado e operado pela empresa NITRO POINT EVENTOS ME, CNPJ/MF 26.792.233/0001-68, que alugou a referida área, sendo de sua exclusiva responsabilidade todo e qualquer fato/ato ocorrido durante o evento ou em consequência dele.

Toda a documentação exigida para realização do evento, tais como Alvará, AVCB, Seguro (Porto Seguro), foram obtidas pela empresa, bem como todas as contratações de terceiros exigidas contratualmente foram realizadas (Posto Médico e Serviço de Remoção, Bombeiros, Seguranças, Limpeza, etc), frisa-se que em evento anteriormente realizado pela mesma empresa em 28/07/19, ocorreu sem maiores desdobramentos.

Canindé, estádio da Portuguesa - Foto: Reprodução
Canindé, estádio da Portuguesa - Foto: Reprodução
No entanto, para nossa surpresa, há um movimento que chamam de “fluxo”, e que as pessoas combinam e vão para determinado lugar, e houve uma grande aglomeração de pessoas na porta do evento.

Os portões foram fechados, mas as pessoas na rua passaram a invadir o local, quebrando portões do clube e até o muro desta Associação. A Polícia foi chamada ao local algumas vezes para conter as invasões que se deram em portões que sequer eram da área locada.

Esta Diretoria veio a tomar conhecimento das brigas ocorridas, e que de nenhuma forma compartilha ou assente, motivo pelo qual os próximos contratos de locação com a referida empresa, previsto para 20/10/19 e 01/12/19 foram SUSPENSOS imediatamente.

Todo prejuízo material sofrido pela Portuguesa, seja pela quebra do portão, quebra de muro, etc, estão sendo reparados com a máxima urgência e custeados pela referida empresa, que em nenhum momento furtou-se a responsabilidade, e que também se diz surpresa com o “fluxo” ocorrido.

Ressaltamos que o evento realizado anteriormente pela empresa em 28/07/19 transcorreu sem maiores desdobramentos.

Lamentamos pelo ocorrido e estamos à disposição para quaisquer esclarecimentos que nos caiba.

Associação Portuguesa de Desportos

Diretoria

CONFIRA VÍDEOS DAS CONFUSÕES

Espaço incorporado por HTML (embed)

CONFIRA IMAGENS DAS DEPREDAÇÕES

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução