Paulista A2: Contra Guarani, Portuguesa tem última chance de vencer no Canindé

Com quatro pontos somados no estádio, Lusa ainda não venceu nenhuma partida no estadual jogando como mandante

por Agência Futebol Interior

São Paulo, SP, 20 (AFI) - A três pontos da zona de rebaixamento, a Portuguesa busca a primeira vitória no Canindé para chegar à rodada final da Série A2 em uma situação mais tranquila, ou menos dramática. A missão de conquistar os primeiros três pontos em casa será diante de um dos cenários mais complicados possíveis, em confronto com o líder Guarani, nesta quarta-feira, pela penúltima rodada.

Até agora, a Lusa somou apenas quatro pontos jogando como mandante, em empates com XV de Piracicaba, Audax, Taubaté e Juventus. Em outros dois jogos no Canindé, perdeu por 1 a 0 para o Batatais e por 3 a 0 para o Oeste.

Fora de casa, o desempenho é melhor, com oito pontos somados. As duas únicas vitórias foram por 1 a 0 sobre o Água Santa e por 3 a 2 sobre o Penapolense. Com isso, ocupa a 12ª colocação, com 12 pontos, sob a possibilidade de se livrar do risco da queda ainda nesta rodada.

A última vez que a torcida rubro-verde comemorou uma vitória no Canindé foi no dia 22 de outubro de 2017, quando o time venceu o Desportivo Brasil nas quartas de final da Copa Paulista.

Portuguesa ainda não venceu no Canindé nesta temporada. (Foto: Everton Calício / Portuguesa)
Portuguesa ainda não venceu no Canindé nesta temporada. (Foto: Everton Calício / Portuguesa)

Outro fator que indica o nível de dificuldade do confronto desta quarta é o desempenho do Guarani fora de casa. O time campineiro tem, ao lado de Oeste e Penapolense, os melhores números como visitante, com quatro vitórias. Além disso, vem de uma sequência de seis jogos sem perder.

PREPARADO
Para o confronto decisivo, o técnico Alan Aal não tem desfalques por suspensão e pode até repetir a escalação utilizada no empate sem gols com Juventus, na rodada passada. Ele deve, no entanto, fazer mudanças. Entre as possibilidades, Luiz Thiago pode ganhar uma chance no time titular.

“Antes do jogo com o Juventus, eu falei para os atletas que, independente do resultado, não era ali que o campeonato iria acabar. A gente tem que seguir com a mesma entrega, com a mesma concentração. E eu tenho certeza que contra o Guarani a gente vai fazer mais um grande jogo, mas um jogo muito diferente do que o Juventus propôs e a gente vai respirar o quanto antes”, avaliou Aal.

A Portuguesa deve ir a campo com João Lopes; Carlinhos, Gabriel Santos, Marcos Vinícius e Cesar; Jonatas Paulista, Vinicius Martins, Vinicius Barba e Pereira; Raul e Cesinha (Luiz Thiago)