Parraga diz que com morte de Cilinho perde o chefe, um pai e um grande mestre

Ex-atacante diz que Cilinho era um inovador, estrategista e uma verdadeira lenda no futebol brasileiro

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 28 (AFI) - Amigo da família de Cilinho, a quem chamava de 'mestre', 'professor' e 'chefe' foi Parraga que divulgou à imprensa e a amigos a morte de Cilinho. Ex-atacante da Ponte Preta nos anos 70 e que trabalhou muitos anos com o técnico como auxiliar, olheiro e em sua comissão técnica. Ele resumiu a perda da seguinte forma:

Cilinho entre Parraga e Serelepe
Cilinho entre Parraga e Serelepe

"Tudo foi recente. Falei com a filha dele agora às duas e meia da tarde. Ele parou de repente, acho que vai descansar.

Estou muito sentido, afinal era foi um pai para mim no futebol e tudo que aprendi foi com ele" - comentou o ex-atacante da Ponte Preta nos anos 70.

"O Cilinho era um tremendo profissional, que se dedicava ao futebol 24 horas por dia. Um estrategista e inovador, um grande mestre" - enfatizou.

APOIO À FAMÍLIA
Parraga é quem auxiliou a família nos primeiros preparativos para o velório e enterro de Cilinho.

"É algo doloroso, mas necessário. Estou ajudando a família, mesmo porque para mim o Cilinho era da minha família. É uma lenda do futebol brasileiro e que tive o prazer de conviver por muitos anos" - concluiu.