Dirigente da FPF dá prazo para definição sobre campeonatos paulistas

O ex-volante da seleção brasileira ainda disse que a decisão será tomada em uma reunião com representantes dos clubes paulistas

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 23 (AFI) - Em entrevista concedida na manhã desta segunda-feira, o ex-volante e atual vice-presidente da FPF (Federação Paulista de Futebol), Mauro Silva, comentou sobre a decisão sobre a volta do Campeonato Paulista será decidida apenas quando a pandemia do coronavírus diminuir.

DECISÃO

O ex-volante da seleção brasileira ainda disse que a decisão será tomada em uma reunião com representantes dos clubes paulistas.

"Muitos clubes realmente alegaram que boa parte dos contratos de seus atletas terminam ao fim da competição e não teriam condições de renová-los, ainda mais na situação em que estamos. Por isto, vamos esperar que se controle a questão do coronavírus e chamar todos os clubes para uma reunião e decidir o que fazer", explicou Mauro Silva. As decisões serão tomadas para as três principais série do futebol do estado.

'NADA FÁCIL'

De acordo com o vice-presidente, a decisão da FPF de parar os campeonatos não foi fácil, pois envolvem diversas situações extra-campo. Além disso, Mauro falou a respeito de como está funcionando o trabalho da Federação.

"Envolve muitas questões, como os contratos dos clubes com os jogadores, os patrocinadores da competição, a televisão que tem os direitos de transmissão. O impacto financeiro para todos é grande, mas é uma questão de saúde! Foi uma decisão difícil, mas a vida de todos está em primeiro lugar".

Foto: Rodrigo Corsi / FPF
Foto: Rodrigo Corsi / FPF

"Quase todos funcionários da Federação estão trabalhando de suas casas atualmente. Primeiro, foram liberados os de grupos de risco, depois os outros. Atualmente, na sede da FPF (N.R.: na Barra Funda, em São Paulo), estão em atividades no local os vigilantes, uma recepcionista e uma pessoa no registro de atletas. São mais de 100 funcionários fazendo suas atividades nas respectivas residências", comentou Mauro.

CALENDÁRIO

Finalizando, Mauro Silva ainda comentou a respeito do calendário brasileiro, principalmente em questão dos estaduais.

"Atualmente, apenas 60 dos cerca de 700 clubes têm futebol garantido o ano interior no Brasil: os times das Séries A, B e C do Brasileirão. A Série D e Copa do Brasil são classificatórias via estaduais, então, os clubes se têm certeza que participarão depois de um certo tempo. Aqui em São Paulo, temos a Copa Paulista, uma competição de segundo semestre, mas não é em todos os estados que são assim. Por isto, o calendário tem que ser avaliado", disse o vice-presidente.