Série B: Presidente do Operário avalia reajustar ingressos após 'vingança' do Coxa

Time da capital colocou ingressos promocionais a R$ 5 reais para torcida mandante e vai cobrar R$ 150 dos visitantes

por Agência Futebol Interior

Ponta Grossa, PR, 21 (AFI) - Depois de chamar atenção pelos altos preços cobrados por seus ingressos, o Operário viu o Coritiba responder na mesma moeda. Ao menos foi essa a análise feita por Álvaro Góes, presidente do grupo gestor do Fantasma, ao descobrir que o Coxa está cobrando R$ 5 reais da torcida mandante e R$ 150 dos visitantes para o duelo entre os dois paranaenses, marcado para esta quinta-feira, pela 31ª rodada da Série B.

Álvaro acredita que o alto valor praticado pelo Coritiba é uma represália. Apesar de ter procurado a Federação Paranaense de Futebol para discutir o tema, ele já pensa em reajustar os valores dos ingressos dos jogos no Germano Krüger para evitar esse tipo de resposta dos outros clubes.

Foto: José Tramontin / OFEC
Foto: José Tramontin / OFEC

"O Operário tem que mudar isso. Posso ir lá, ligar, brigar mas vão usar como argumento de que o nosso ingresso é nesse valor. Precisamos resolver isso internamente", disse o mandatário em entrevista ao Net Esporte Clube.

PODE?
Os ingressos a R$ 5 reais fazem parte de um lote promocional, para um setor específico, com acesso pela Rua Amâncio Moro e na Curva da Mauá. O valor de R$ 150 cobrado aos visitantes também será cobrado na porta para o setor equivalente destinado aos mandantes.

“Os preços dos ingressos para a torcida visitante deverão ter necessariamente, nos respectivos setores do estádio ou equivalente, os mesmos valores dos ingressos cobrados para a torcida local”, diz o quarto inciso do artigo 85 do Regulamento Geral de Competições da CBF.