ESPECIAL! Com apenas 24 anos, Macaé chega à Série B pela primeira vez na história

Alvianil Praiano conquistou acesso à Segundona após passar pelo poderoso Fortaleza

por Gustavo Porto

Rio de Janeiro, RJ, 27 (AFI) – De desacreditado ao acesso histórico da Série B. Assim foi o ano do Macaé durante a Série C do Campeonato Brasileiro 2014. Com apenas 24 anos desde sua fundação em 17 de julho de 1990, o Alvianil Praiano começou a temporada pensando na permanência na Terceira Divisão, mas o futebol apresentado pelo time garantiu a classificação inédita à Série B.

O acesso veio contra um time que, desde o começo da Série C, já era apontado como um dos classificados à Série B do próximo ano. Diante de mais de 63 mil torcedores em plena Arena Castelão, o Macaé arrancou o empate em 1 a 1 contra o Fortaleza e, como havia empatado o jogo de ida sem gols, ficou com a vaga por conta do gol marcado fora. O gol mais importante da história do Macaé foi marcado por Juba, no final do primeiro tempo.

Aos trancos e barrancos na primeira fase, já que conquistou o acesso na quarta posição do Grupo B, com 26 pontos – um a mais que o Guaratinguetá, quinto colocado –, a conquista coroa a batalha de um time que ficou fora do G4 durante nove rodadas e que só teve a conquista assegurada na última partida, na vitória pelo placar mínimo diante do Caxias.

Juba marcou o gol do acesso do Macaé
Juba marcou o gol do acesso do Macaé

HISTÓRIA DO MACAÉ!

Apesar da fundação em 17 de julho de 1990 o Macaé, inicialmente chamado de Botafogo Futebol Clube, só tornou-se profissional oito anos depois. E logo no primeiro ano conquistou o Campeonato Carioca da Série C, vice-campeonato da Copa Rio do Interior e chegou à Semifinal da Copa Rio da Capital, quando caiu para o Fluminense.

Em 1999, aí sim chamado de Macaé, ficou com o segundo lugar da Série B do Campeonato Carioca e acabou fracassando na missão de chegar à elite do futebol estadual. Fato que voltou a acontecer em 2002 e 2006, quando o acesso bateu na trave.

O sonho de chegar a principal competição do Rio de Janeiro tornou-se realidade no ano seguinte, quando novamente ficou com o segundo lugar, porém o regulamento era diferente dos anos anteriores.

A primeira vez que o Macaé disputou uma competição nacional foi em 2008, quando participou da Série C. Porém, o Alvianil Praiano não fez uma boa campanha e, em 33º, acabou sendo rebaixado à quarta divisão do futebol brasileiro.

Entretanto o clube carioca se redimiu e, já no ano seguinte, retornou à Série C após conquistar o vice-campeonato da Série D. Desde que conseguiu se manter na terceira divisão nacional o Macaé brigou pelo acesso, com exceção de 2011 que ficou em 14º lugar. Nos outros anos, o Alvianil Praiano sempre terminou próximo ao G4 – 5º, 7º e 6º lugar, respectivamente. Em 2014, enfim, veio a consagração e o acesso inédito à Série B.

O CARA DO ACESSO

Apesar de ter um time experiente e com peças fundamentais em todos os setores, Juba pode ser considerado o nome do Macaé quando o assunto é acesso. O jogo estava empatado em 0 a 0 quando o atacante aproveitou o rebote do goleiro adversário e, de carrinho, marcou o gol mais importante do Macaé.

“Foi o gol mais importante da minha carreira. Entra pra história do clube. Fico contente por fazer parte deste grupo batalhador e unido que conquistou a classificação”, afirmou o atacante após a partida.

Diante de mais de 63 mil torcedores a favor do Fortaleza, Juba garante que não foi fácil manter a calma e o foco no jogo, mas revela que fica aliviado com o acesso do Alvianil Praiano à Série B.

“A gente teve que controlar bastante (as emoções) para poder lidar com essa situação. Não é nada fácil jogador contra o Fortaleza, ainda mais em um estádio lotado. Era o melhor time até o momento. Mas estou feliz pelo gol e por fazer tudo o que o professor pediu”, finalizou Juba.

ESTREIA NA SÉRIE B!

Essa será a primeira vez do Macaé na Série B. E, para se manter na segunda divisão nacional, a diretoria já começa a se movimentar para planejar um time experiente e capaz de suportar à pressão que a Série B pede.

Hoje, a Série B possui apenas o Vasco como integrante do Rio de Janeiro. Na Série A, o Botafogo briga contra o rebaixamento e, caso venha a acontecer, a segunda divisão do próximo ano pode ter até três times cariocas. Além do Macaé, Mogi Mirim, Paysandu e CRB também conquistaram o acesso à Série B 2015.

Confira galeria de foto de todos os jogos do Macaé na Série C: