Série B: Fortaleza vende 16 mil ingressos para o jogo diante do Paysandu

De ontem para esta quarta-feira, três mil bilhetes foram vendidos; A expectativa é de casa cheia

por Agência Futebol Interior

Fortaleza, CE, 10 (AFI) – O jogo contra o Paysandu é apenas no dia 20 de outubro (sábado), mas os torcedores estão correndo para garantir o ingresso que pode praticamente selar o acesso da equipe à elite do futebol brasileiro. A diretoria confirmou nesta quarta-feira que 16 mil bilhetes já haviam sido vendidos.

A expectativa é que os 56 mil ingressos disponíveis sejam vendidos para o duelo, sendo 20 mil reservados para o sócio-torcedor e 35 mil para o público geral. O clube emitiu uma nota oficial para esclarecer a situação de meia entrada.

O Fortaleza é sono dos três melhores públicos da Série B do Brasileiro. O Tricolor colocou quase 40 mil contra o Sampaio Corrêa, 35 mil diante do Coritiba e 31 mil frente ao Goiás, contabilizando apenas os pagantes.

Torcida do Fortaleza quer fazer bonito na Arena Castelão
Torcida do Fortaleza quer fazer bonito na Arena Castelão
CONFIRA A NOTA OFICIAL!

Mantendo os parâmetros da transparência, marca da atual gestão do clube, o Fortaleza Esporte Clube vem a público esclarecer alguns questionamentos em relação à venda de ingressos de meia-entrada.

O clube observa a risca a Lei 12.933/2013, garantindo a concessão do direito ao benefício da meia-entrada em 40% do total dos ingressos disponíveis à venda para cada evento. Dessa forma, como previsto em lei, o número de meias é finito. O clube faz atualmente um rigoroso processo na hora da venda para garantir o direito a quem de fato tem esse direito.

Deixando claro: a capacidade disponível para um evento Fortaleza x Paysandu é de 56 mil lugares. Deles:

- 20 mil lugares reservados para o sócio-torcedor
- 1 mil lugares reservados à gratuidade de lei

Assim, estarão disponíveis à venda 35 mil ingressos para os diversos setores da Arena Castelão, tendo sido vendidos mais de 15 mil até 22h de terça-feira (9). Nesse número está respeitado o percentual de 40% exigido por lei. Ainda há meias disponíveis, porém não em todos os setores.

 
 
" />