Antes de 'decisão', Flamengo recebe Atlético-GO em busca de 1ª vitória com Ceni

O treinador estreou com derrota para o São Paulo por 2 a 1, na Copa do Brasil, mas agora volta as atenções para o Brasileirão

por Agência Estado

Rio de Janeiro, RJ, 14 (AFI) - O Flamengo faz neste sábado, às 21h30, no Maracanã, seu segundo jogo sob o comando de Rogério Ceni. O adversário é o Atlético-GO, time que briga na parte de baixo da tabela. O jogo pode ser uma oportunidade para o técnico fazer ajustes antes do duelo decisivo contra o São Paulo, pela Copa do Brasil.

A partida deste sábado, válida pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro, é a chance para o Flamengo corrigir erros antes de decidir a vaga às semifinais da Copa do Brasil na próxima quarta-feira, no Morumbi, e também tem muita importância pois uma vitória pode dar ao time rubro-negro a liderança.

A equipe carioca soma 35 pontos, um a menos que o líder Internacional, ocupa o terceiro lugar, e assume a primeira posição caso vença seu jogo e o rival gaúcho e o vice-líder Atlético-MG tropecem.

Uns dos problemas que Rogério Ceni tem de ajustar é a falta de pontaria. Em sua estreia, o treinador viu uma equipe agressiva, compacta e com muito volume de jogo, mas com problemas nas finalizações.

Em busca de seu primeiro triunfo no comando do Flamengo, Ceni deve manter a base que enfrentou e perdeu por 2 a 1 para o São Paulo na última quarta-feira. O treinador ficou satisfeito com o desempenho, mesmo com o revés. Existe a possibilidade, no entanto, de mudanças na escalação.

Arrascaeta pode ser uma das novidades. Como vinha de lesão no joelho, ele começou no banco e atuou por 45 minutos na partida anterior. Agora, a tendência é de que ocupe a vaga de Michael. Thiago Maia foi outro jogador que iniciou no banco no Maracanã e pode aparecer entre os titulares.

Diego Alves se recuperou das cãibras que o tirou de parte do duelo contra o São Paulo, treinou sem dores e está à disposição. Os desfalques são os mesmos de antes: Pedro, Everton Ribeiro e Isla, convocados para as Eliminatórias por Brasil e Chile, respectivamente, e Rodrigo Caio, com um problema na panturrilha.