Ferroviária 1 x 2 Tubarão-SC - Catarinenses avançam e complicam Ferrinha

Time de Araraquara precisa de um pequeno milagre para seguir vivo na Série D

por Agência Futebol Interior

Araraquara, SP, 12 (AFI) - A Ferroviária se complicou de vez e praticamente deu adeus à briga por uma vaga na próxima fase da Série D do Campeonato Brasileiro. Na noite deste sábado, na Arena Fonte Luminosa, em Araraquara, a Ferrinha perdeu para o Tubarão-SC, por 2 a 1, em jogo válido pela quarta rodada. Daniel Pereira e Vinícius Baiano marcaram para os catarinenses, enquanto Tom descontou para os paulistas.

O Tubarão segue com 100% de aproveitamento na Série D, lidera a chave A16 com 12 pontos e está classificados ao mata-mata. A Ferroviária, por outro lado, ainda não sabe o que é vencer, segue com dois pontos e precisa de duas vitórias e uma série de combinação de resultados para garantir um lugar entre os 15 melhores segundos colocados.

O internauta teve a oportunidade de acompanhar todas as emoções do duelo com a equipe Campeões da Bola da Rádio Cultura AM de Araraquara em cadeia com a Rádio Futebol Interior.

O JOGO
Precisando do resultado para seguir vivo na quarta divisão, a Ferroviária tentou pressionar o adversário nos minutos iniciais. Válber teve a primeira chance em finalização forte que passou muito próxima da trave de Júnior Belliato. A Ferrinha seguiu firme em busca do resultado, enquanto os catarinenses se fecharam bem no campo de defesa. Em cabeçada, Caio Mancha tirou o 'uh' da torcida aos 18 minutos.

O tempo foi passando e os visitantes equilibraram as ações, esfriando o ânimo da Ferrinha. Nos contra-ataques, o Tubarão assustou e começou a irritar a torcida da Ferroviária. Numa das subidas, Júnior exigiu boa intervenção de Gabriel Leite. No final do primeiro tempo, no entanto, os visitantes foram mortais. Depois de boa troca de passes, Oliveira levantou na medida para Daniel Pereira aparecer de surpresa na área e desviar de cabeça para o fundo das redes, aos 43 minutos.

A Ferroviária voltou para o segundo tempo Lucas Douglas para tentar dar uma nova dinâmica no meio-campo. A troca funcionou nos minutos iniciais, pois os donos da casa tiveram velocidade e troca de passes rápidas. O meia tentou de fora da área, mas parou em Júnior Belliato. Nos contra-ataques, o Tubarão tentou surpreender. Após passe de Branquinho, Magno Alves ficou de frente para o gol, mas parou em Gabriel Leite, que fez grande defesa.

No período que enfrentava mais dificuldades para chegar ao campo de ataque, a Ferroviária surpreendeu e conseguiu empatar. Depois de cruzamento da esquerda, Tom apareceu na área para emendar de primeira, sem chances de defesa para Belliato. A festa, no entanto, não durou nem um minuto. No ataque seguinte, o Tubarão voltou a ficar na frente. Vinicíus Baiano aproveitou cruzamento de Oliveira e deu um toque de primeira para o gol.

A torcida começou a pegar no pé do time da Ferroviária, que se enervou ainda mais na partida. Gilsinho, um dos mais experientes do elenco, deixou o gramado bastante xingado e vaiado. Os visitantes tentaram aproveitar a situação para decidir o duelo. Em novo contra-ataque, Magno Alves teve outra oportunidade, mas parou em Gabriel Leite.

O goleiro da Ferroviária saiu de campo como um dos principais destaques após salvar finalização de Gelson nos acréscimos.

PRÓXIMOS JOGOS
No próximo sábado, a Ferroviária volta a Arena Fonte Luminosa para encarar o Cianorte, às 19 horas. No domingo, o Tubarão recebe o Novo Hamburgo, às 16 horas, no Domingos Gonzales, no interior de Santa Catarina.

Ficha Técnica

Fase
Fase de Grupos
Rodada
4ª rodada
Data
12/05/2018
Horário
19h00
Local
Arena da Fonte Luminosa - Araraquara (SP)
Árbitro
Luiz Paulo de Moura Pinheiro - MT (CBF)

Renda
R$ 12.620,00
Assistentes
Jackson Timoteo Lopes - MT (CBF) e Rodolfo Campos Ortiz Leite - MT (CBF)

Público
1083 pagantes
Cartões Amarelos
Ferroviária-SP: Felipe Ferreira
Tubarão-SC: Vinícius Baiano

Gols
Ferroviária-SP: Tom 18' 2T
Tubarão-SC: Daniel Pereira 44' 1T, Vinícius Baiano 19' 2T
Ferroviária-SP
Gabriel Leite;
Vinicius, Elton, Luan e Bruno Ré (Felipe Ferreira);
Caíque, Mateus Cancian e Válber (Lucas Douglas);
Gilsinho (Luis Henrique), Caio Mancha e Tom
Técnico: PC de Oliveira
Tubarão-SC
Júnior Belliato;
Oliveira, Jailton, Petterson e Jean (Tsunami);
Daniel Pereira, Guilherme Amorim (Geilson) e Branquinho;
Fio, Magno Alves e Vinicius Baiano (Romarinho)
Técnico: Waguinho Dias
 
 
" />