Sobrevivente do voo de 2016 não viaja com a Chapecoense e se aproxima do Cruzeiro

Clube mineiro, porém, está proibido de contratar por conta da dívida de R$ 7 milhões durante a contratação do atacante Willian em 2014

por Agência Futebol Interior

Chapecó, SC, 16 (AFI) - Cortado da delegação que embarcou para o Recife para resolver assuntos particulares, o lateral-esquerdo Alan Ruschel está perto de deixar a Chapecoense, assim como de acertar com o Cruzeiro.

Lá, ele reencontraria Ney Franco, técnico com quem trabalhou no Goiás. O jogador de 31 anos foi campeão catarinense no último domingo.

Alan Ruschel se aproxima do Cruzeiro. (Foto: Divulgação)
Alan Ruschel se aproxima do Cruzeiro. (Foto: Divulgação)
"Recebemos uma consulta do Cruzeiro na segunda-feira, mas por enquanto foi só isso. Não avançou nada ainda", disse Alexandre Puhlmann, empresário de Ruschel, ao Superesportes.

ATRASADOS!
Alan Ruschel é um dos sobreviventes da tragédia com o voo da Chapecoense em 2016. Ele tem uma história com o clube de Chapecó (SC), mas está sem receber as férias, assim como o 13º e os direitos de imagem.

"Desde que apareceram as propostas, a Chape iniciou uma tratativa para renovação. Há esse interesse por parte deles. Mas o Cruzeiro é o Cruzeiro. Não vou te dizer que não vamos negociar se de fato chegar a proposta", completou Puhlmann.

DÍVIDA!
O Cruzeiro, porém, tem um grande problema na Fifa. O clube mineiro está proibido de contratar por conta da dívida de R$ 7 milhões durante a contratação do atacante Willian em 2014. Os mineiros precisam pagar a dívida com o Zorya para voltar a inscrever atletas.

Em campo, o Cruzeiro ocupa a 13ª colocação com oito pontos, enquanto a Chapecoense fecha o G4 com 16. Na sexta-feira, às 21h30, a Chapecoense visitará o Náutico nos Aflitos pela décima rodada da Série B.