Sidnei Lobo questiona expulsão de Mano na vitória do Cruzeiro

Treinador foi expulso aos 44 minutos do segundo tempo por ter se exaltado em uma reclamação com o árbitro

por Agência Futebol Interior

Belo Horizonte, MG, 07 - A entrevista coletiva após a vitória por 1 a 0 aplicada pelo Cruzeiro sobre o Huracán, em Buenos Aires, não contou com a presença do técnico Mano Menezes. Expulso nos minutos finais da partida, ele não pôde ir à sala de imprensa e foi substituído pelo auxiliar Sidnei Lobo, que aproveitou a oportunidade para questionar o cartão vermelho mostrado pelo árbitro Diego Haro.

"Em relação à expulsão do Mano, já tinha acontecido com o nosso adversário. Como você fica muito próximo do campo, qualquer passo que você der já está dentro do campo. O treinador deles entrou em campo em uma situação ou outra, como aconteceu com o Mano. O juiz não estava com paciência e o expulsou”, observou Sidnei.

Foto: Divulgação / Cruzeiro
Foto: Divulgação / Cruzeiro

EXPULSO NO FIM

Mano foi expulso aos 44 minutos do segundo tempo por ter se exaltado em uma reclamação com o árbitro. O motivo da reação explosiva foi a demora de Diego Haro em autorizar a entrada de Marquinhos Gabriel no lugar de Rafinha.

FICA SUSPENSO

Com a expulsão, o treinador cruzeirense terá que cumprir suspensão contra o Desportivo Lara, em duelo marcado para a próxima quarta-feira, no Mineirão, pela segunda rodada da Libertadores. Antes dessa partida, o Cruzeiro

enfrenta o Tombense pela nona rodada do Campeonato Mineiro, também no Mineirão, neste domingo.