Catarinense: Vendido ao futebol japonês, Sandro se despede do Criciúma

O zagueiro defendeu o Criciúma em 84 jogos, com 23 vitórias, 30 empates e 31 derrotas

por Agência Futebol Interior

Criciúma, SC, 16 (AFI) - Após duas temporadas com a camisa do clube, o zagueiro Sandro concedeu entrevista coletiva para se despedir do Criciúma. O atleta, que chegou a carregar a braçadeira de capitão, foi vendido para o futebol japonês.

"Uma oportunidade. Com a idade um pouco avançada. Tenho meus objetivos, um era acessar com o Criciúma, mas aconteceu essa surpresa agradável. Vou para outro horizonte para vislumbrar outra situação na carreira. Vai o jogador, mas fica o torcedor. O Criciúma vai se colocar no patamar alto do futebol nacional", falou o defensor.

Sandro se despediu do Criciúma - Jorge Luiz/Paysandu
Sandro se despediu do Criciúma
Sandro defendeu o Criciúma em 84 jogos, com 23 vitórias, 30 empates e 31 derrotas. Ele balançou as redes em dez oportunidades e falou sobre a identificação com a torcida.

"Tenho uma catarinense, minha filha, que nasceu em Santa Catarina. A identificação com a torcida, diretoria, o envolvimento em dois anos, não tem, como dizer que não trouxe para o coração. Seria hipocrisia. Não falo para ganhar ninguém, falo pelo que se vive no dia a dia, situação que passou, que só a gente sabe. Carinho especial pelo Criciúma", concluiu.

CATARINENSE

Sob o comando de Roberto Cavalo, o Criciúma fará sua estreia no Campeonato Catarinense no dia 22 de janeiro (quarta-feira), às 19h, diante do Concórdia, no Heriberto Hulse.