COPA VERDE: O domingo é de Páscoa, mas o show é de Pikachu no Re-Pa

O lateral foi fundamental na vitória do Paysandu por 2 a 0 diante do maior rival, o Remo, no Re-Pa que começa a decidir uma vaga na final da Copa Verde

por Agência Futebol Interior

Belém, PA, 05 (AFI) – O domingo é de Páscoa para os católicos de todo mundo, mas o estado do Pará parou para ver o show de Yago Pikachu no estádio Mangueirão. O lateral foi fundamental na vitória do Paysandu por 2 a 0 diante do maior rival, o Remo, no Re-Pa que começa a decidir uma vaga na final da Copa Verde.

É RE-PA, AMIGO!

Um clássico como o Re-Pa não poderia começar diferente: foram duas expulsões com menos de cinco minutos de jogo. O volante Jhonnatan, do Paysandu, e o zagueiro Ciro Sena, do Remo, foram expulsos por uma confusão no meio campo. Os jogadores trocaram ofensas e alguns empurrões e o árbitro mato-grossense não perdoou.

Além disso, os técnicos também tiveram que mexer nas suas equipes logo no começo do jogo. O zagueiro Dão e o meia Rogerinho, do Papão, e o meia Eduardo Ramos, do Leão, sentiram e já tiveram que deixar o campo com 15 minutos. Ainda sim, Bruno Silva quase abriu o placar para o Paysandu aos 18 minutos, com um chute forte na grande área.

Melhor no jogo, o meia Carlinhos deixou o banco de reservas para incendiar o jogo. O jogador cobrou com maestria o escanteio e viu Marquinhos desperdiçar, em uma falha individual do goleiro Fabiano, que saiu muito mal do gol. Um minuto depois, o Remo respondeu com uma falta na linha grande área, mas sem perigo.

Pikachu marcou o primeiro gol de falta e participou de outras jogadas importantes do Paysandu
Pikachu marcou o primeiro gol de falta e participou de outras jogadas importantes do Paysandu

Na marca dos 30 minutos jogados do primeiro tempo, o atacante Bruno Veiga desperdiça outra grande oportunidade, mas desta vez com uma linda defesa de Fabiano. Dois minutos depois, Yago Pikachu correu até o campo de ataque para a cobrança de uma falta. O jogador, com toda a qualidade que lhe cabe, cobrou sem chances para o goleiro adversário.

O gol acordou Val Barreto, do Remo. O jogador teve pelo menos duas oportunidades de empatar o confronto, mas viu o goleiro Emerson muito atento no jogo. O atacante ainda participou de uma bola na trave do Leão, que contou com um cruzamento de Jadilson e a cabeçada de Ratinho.

MAIS 45 MINUTOS

No segundo tempo, o zagueiro Marquinhos recebeu o cartão amarelo por uma falta na entrada da grande área. O volante Alberto pegou a redonda e a ajeito com carinho, assim como Pikachu no primeiro tempo. Na cobrança, o Paysandu contou com uma linda defesa do goleiro Emerson, para delírio dos torcedores.

Mas a noite de Páscoa era mesmo de Yago Pikachu. Aos 18 minutos, o jogador cobrou uma falta com perfeição e acertou o travessão, mostrando que estava com a pontaria afiada. Pouco mais de dez minutos depois, o lateral lançou-se novamente ao ataque para cobrar o escanteio, já que é o homem das bolas paradas.

Sem chances para a zaga, Pikachu levantou na cabeça de Bruno Veiga, que só teve o trabalho de empurrar para o fundo das redes. O segundo gol do Paysandu, além de animar a torcida no estádio Mangueirão, chegou no melhor momento do Remo na partida. Com posse de bola, o time pressionava em busca do tento e trazia sufoco para a meta defendida por Emerson.

O principal problema do Leão foram as lesões. Aos 24 minutos, o lateral Dadá recebeu um lançamento no campo de ataque e teve que frear o ímpeto, já que sentiu um incômodo na coxa. Na ocasião, o técnico Cacaio já havia feito as três substituições e o jogador teve que se arrastar em campo até o apito final.

Em campo, o Paysandu teve ainda duas grandes chances de ampliar, com Leandro Carvalho e Yago Pikachu. Nas duas oportunidades, o goleiro Fabiano se agigantou debaixo das traves e realizou milagres para manter o placar inalterado. Rony também desperdiçou um gol para o Remo, mas já não dava tempo pra mais nada.

PRÓXIMOS JOGOS

Os times voltam a campo no próximo dia 18, às 16 horas, no estádio Mangueirão, em Belém. O gol fora de casa não é critério de desempate e o Remo precisa de uma vitória por 2 a 0 para levar o confronto à decisão de pênaltis. Isso porque os dois times mandam o jogo no mesmo campo.

Ficha Técnica

Fase
Semifinal
Rodada
1ª rodada
Data
05/04/2015
Horário
18h30
Local
Mangueirão - Belém (PA)
Árbitro
Wagner Reway

Renda
R$ 390.808,00
Assistentes
Danilo Ricardo Simon Manis e Eduardo Gonçalves da Cruz

Público
16.312 pagantes (18.750 total)
Cartões Amarelos
Paysandu-PA: Augusto Recife, Aylon, Marquinhos
Remo-PA: Roni, Jadilson

Cartões Vermelhos
Paysandu-PA: Jhonnatan
Remo-PA: Ciro Sena
Gols
Paysandu-PA: Yago Pikachu 32' 1T, Bruno Veiga 31' 2T
Paysandu-PA
Emerson;
Yago Pikachu, Dão (William Alves), Marquinhos e Marlon;
Augusto Recife, Ricardo Capanema, Jhonnatan e Rogerinho (Carlinhos);
Aylon (Leandro Carvalho) e Bruno Veiga.
Técnico: Dado Cavalcanti
Remo-PA
Fabiano;
Dadá, Igor João, Ciro Sena e Jadilson;
Alberto, Ilailson, Ratinho (Rafael Paty) e Eduardo Ramos (Yan);
Val Barreto (Bismark) e Rony.
Técnico: Cacaio
 
 
" />