Técnico badalado na Coreia do Sul aguarda retorno das competições sauditas

“Graças a Deus, conseguimos desembarcar no Brasil, estamos nos cuidando e cuidando da família", disse André Gaspar

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 12 (AFI) - O futebol saudita completará, nesta quarta-feira, 12, dois meses de paralisação por conta da pandemia de covid-19, o novo coronavírus. O técnico André Gaspar, que dirige o Al-Hazm Club e precisou da ajuda da Embaixada Brasileira para deixar o País, tem aproveitado o período para se reciclar e estudar.

“Graças a Deus, conseguimos desembarcar no Brasil, estamos nos cuidando e cuidando da família. Também tenho aproveitado esse tempo para poder estudar, assistir a alguns jogos e rever algumas coisas que fizemos anteriormente para que possamos utilizar com intuito de sempre melhorar”, disse.

O treinador está no Al-Hazm há apenas três meses e destacou que a previsão é que os treinamentos na Arábia Saudita retornem apenas em julho, enquanto as competições devem ficar para agosto.

“É um problema mundial que afeta todos os setores, com futebol não é diferente. Já havíamos ficado mais de 30 dias no País após a paralisação e vamos aguardar a posição da diretoria. O que posso dizer é que especula-se o retorno, em termos de treinamentos, somente no final de julho”, contou.

HISTÓRICO
André Gaspar chegou à Arábia Saudita após quase cinco temporadas no Daegu, onde desembarcou, em 2015, como auxiliar técnico. No ano seguinte, conquistou acesso à primeira divisão da Coreia do Sul após vice-campeonato da League K2.

Foto: Divulgação - Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
Em 2017, foi efetivado como técnico e livrou a equipe do rebaixamento, quebrando tabus e batendo recordes de vitórias e invencibilidades. Na temporada seguinte, faturou, de forma invicta, a Copa da Coreia do Sul, garantindo vaga na Liga dos Campeões da Ásia.

Outro feito inédito foi a ótima campanha na Liga da Coreia do Sul: sétimo lugar, até então a melhor posição. Em 2019, o Daegu avançou ao hexagonal final da Liga e ficou em quinto, na melhor posição da história, além de alcançar marcas como nove rodadas de invencibilidade.