Candangão: Brasília respira o clássico 57; PM libera presença das duas torcidas

Reunião com a presneça de representantes dos clubes, da Federação e orgãos de Segurança foi realizada nesta quinta-feira

por Sérgio Porto

Brasília, DF, 14 (AFI) - No próximo domingo, a partir das 17 horas, no estádio Bezerrão, em Brasília, será realizado o confronto de número 57 do clássico Verde Amarelo entre Gama e Brasiliense. As duas equipes estão invictas na competição. O Gama tem o melhor ataque, com 20 gols marcados contra a melhor defesa do Brasiliense, que está no Candangão há 720 minutos sem tomar gols.

Uma reunião envolvendo os órgãos de Segurança, representantes da Federação de Futebol do Distrito Federal, de Gama e Brasiliense, além da Administração do Gama, foi realizada na tarde da quinta-feira. Ficou definido que o clássico Verde Amarelo está liberado para receber as duas torcidas.

POSSIBILIDADES
Inicialmente falava-se em torcida única. O Brasiliense entrou com um ofício solicitando que a partida fosse disputada no estádio Nacional Mané Garrincha, segundo o clube, em cumprimento de um acordo de cavalheiros depois das confusões ocorridas no clássico disputado em março de 2017 no Bezerrão, que terminou numa verdadeira batalha campal.

O que poderia evitar da realização da partida no estádio Bezerrão, na cidade do Gama, é um parque de diversões instalado no estacionamento do estádio. A Polícia Militar condicionou a retirada do mesmo, por questões de segurança. Uma força tarefa trabalha no local para a retirada do parque.

CENÁRIO
O Gama vem de vitória sobre o Sobradinho por 4 a 1 e ocupa a liderança do Candangão 2019 com 22 pontos ganhos e saldo de 16 gols. O Brasíliense é o vice líder com 22 pontos ganhos e saldo de 14 gols. O Gama tem o artilheiro da competição, Jéferson Maranhão comcinco gols marcados. O Brasiliense tem a melhor defesa, nenhum gol sofrido em oito jogos no Candangão.

Parque foi desmontado por questões de segurança.
Parque foi desmontado por questões de segurança.
DESTAQUES
No Gama, o atacante Nunes veio exatamente do arquirrival Brasiliense. Ele foi um dos que participou da confusão no clássico Gama 1x1 Brasiliense em março de 2017 no Bezerrão. O lateral Mário Henrique também já atuou no arquirrival. No Brasiliense, o zagueiro campeão do mundo Lúcio e o lateral esquerdo Gleissinho passaram pelo alviverde candango.

O técnico Vilson Tade, do Gama, será estreante no clássico Verde Amarelo. Já no Brasiliense, o técnico Adelson de Almeida já comandou o jacaré brasiliense na vitória sobre o Gama em 7 de setembro de 2007, vitória do Brasiliense por 2 a 1, no antigo estádio Nacional Mané Garrincha.

O Gama é o maior detentor de títulos do Distrito Federal com 11 conquistas. O Brasiliense tem nove títulos candangos, mas tem 18 anos de existência. As duas equipes não venceram títulos candangos em 2018. O campeão foi o Sobradinho comandado pelo técnico Vitor Santana. O Brasiliense foi o vice-campeão. Em 2017 foi a última conquista do Brasiliense comandado por Rafael Toledo. Em 2015 o Gama foi campeão comandado por Gilson Granzoto.

EM JOGO
No domingo, a partir das 17 horas no estádio Bezerrão, na cidade do Gama, será definido se o Gama continuará líder da competição, se o goleiro Edmar Sucuri do Brasiliense chegará a marca inédita de 720 minutos sem sofrer gols. E ainda, quem vai perder sua invencibilidade, Gama ou Brasiliense? Ou será que ambos continuarão invictos. Tudo isso é motivo para que a torcida do futebol de Brasília compareça para uma grande festa no futebol candango.

A HISTÓRIA DO CLÁSSICO GAMA X BRASILIENSE
As duas equipes se enfrentaram por 56 oportunidades. Foram 20 vitórias do Brasiliense, 16 vitórias do Gama e aconteceram 20 empates. Foram marcados 123 gols no confronto, com 68 gols assinalados pelo Brasiliense e 55 gols do Gama.

O último confronto foi dia 9 de fevereiro de 2018, no estádio Nacional Mané Garrincha, vitória do Brasiliense por 2 a 1. Gordo marcou para o Gama e Nunes e Felipe Cirne fizeram os gols do Brasiliense. A última vitória gamense foi em 15 de abril de 2015, por 2 a 0 no estádio Serejão, em Taguatinga. Os gols foram de Rafael Grampola e Daniel.