Vitória 2 x 0 Paraná - Baiano respira contra a queda e mantém a má fase paranaense

Time baiano chegou aos 14 pontos, mas como tem mais vitórias – 4 a 3 – fica na frente do América-MG, na 16.ª posição.

por Agência Futebol Interior

Salvador, BA, 10 (AFI) - O Vitória saiu provisoriamente da zona do rebaixamento do Campeonato Brasileiro da Série B ao vencer o Paraná, por 2 a 0, neste sábado à noite, no Barradão, em Salvador, pela 15.ª rodada. O time baiano chegou aos 14 pontos, mas como tem mais vitórias – 4 a 3 – fica na frente do América-MG, na 16.ª posição.

O jogo marcou a estreia do técnico Carlos Amadeu, escolhido para substituir Osmar Loss. E também foi a terceira vitória seguida dentro do Barradão, mostrando que o fato campo pode influenciar na luta do rubro-negro contra o rebaixamento.

A Rádio Metrópole de Salvador transmitiu esta vitória baiana. Ela é uma emissora parceira do Portal FUTEBOL INTERIOR.

CONTRA DOIS


Mas para terminar a rodada livre do descenso, o Vitória precisa torcer para que o Guarani, com 13, não vença a rival Ponte Preta, domingo cedo, e que o Criciúma, lanterna com 13, não ganhe do Sport, à tarde em Santa Catarina.

O Paraná segue seu inferno astral. Não vence há quatro jogos, não marca há três e só fez um gol nos últimos cinco confrontos.

Com isso, caiu uma posição na tabela e aparece em oitavo lugar, com 23 pontos.

SUSTO E GOLS
O jogo começou movimentado e o visitante assustou aos 13 minutos num chute de primeira de Ramon que exigiu uma grande defesa de Martín Rodrigues.

Mas o Vitória, aos poucos, também mostrou disposição ofensiva e abriu o placar aos 26 minutos.

Depois do levantamento do lado esquerdo, a bola resvalou na defesa e sobrou para o domínio de Jordy Caicedo. Na pequena área, o equatoriano de 21 anos ajeitou a bola e bateu no canto do goleiro visitante.

Vitória conseguiu seu terceiro triunfo seguido no Barradão
Vitória conseguiu seu terceiro triunfo seguido no Barradão

FALHA E OUTRO GOL
O Paraná sentiu o golpe e ainda viu o time baiano ampliar o placar aos 39 minutos numa bobeada da defesa. Eduardo Bauermann tentou sair jogando, mas perdeu a bola para Anselmo Ramon.

O atacante fintou o zagueiro e fez o levantamento na pequena área. Wesley subiu testando para baixo, o goleiro Thiago Rodrigues ainda defendeu, mas o próprio Wesley completou para as redes com ao pé esquerdo.

SOB CONTROLE
No segundo tempo, o Paraná tentou ser mais agressivo diante de um Vitória bastante consciente, com domínio da posse de bola e ‘dono do jogo’. Mesmo assim, Alesson quando diminuiu numa cabeçada aos 27 minutos. A bola tirou tinta da trave esquerda.

O Vitória deixou, provisoriamente, a zona de degola
O Vitória deixou, provisoriamente, a zona de degola

No final do jogo, Eron quase ampliou para o Vitória. Após rebote do goleiro, ele dominou a bola e tentou por cobertura. A bola, de forma caprichosa, bateu na quina do travessão e saiu.

Mas a importante vitória estava garantida. Afinal, o time baiano ficou 12 rodadas na zona de descenso, três delas como lanterna.

PRÓXIMOS JOGOS
O Vitória só volta a jogar no domingo, dia 18, contra o CRB no estádio Rei Pelé, em Maceió (AL) pela 16.ª rodada. Não vai ter o zagueiro Matheus Rocha que recebeu o terceiro cartão amarelo.

O Paraná vai sair de novo, desta vez diante do São Bento, sábado cedo, às 11 horas, em Sorocaba, no interior de São Paulo. Não vai ter o lateral-esquerdo Guilherme Santos, suspenso com três cartões.

Ficha Técnica

Fase
Única
Rodada
15ª rodada
Data
10/08/2019
Horário
19h00
Local
Barradão - Salvador (BA)
Árbitro
Marcelo de Lima Henrique - RJ

Renda
R$ 64.373,00
Assistentes
Silbert Faria Sisquim - RJ e Carlos Henrique Alves Filho - RJ

Público
5.507 total
Cartões Amarelos
Vitória-BA: Matheus Rocha, Eron
Paraná-PR: Guilherme Santos

Gols
Vitória-BA: Jordy Caicedo 26' 1T, Wesley 39' 1T
Vitória-BA
Martín Rodríguez;
Matheus Rocha, Ramon, Everton Sena e Chiquinho (Capa);
Baraka, Lucas Cândido e Felipe Gedoz;
Wesley, Anselmo Ramon (Eron) e Jordy Caicedo.
Técnico: Carlos Amadeu
Paraná-PR
Thiago Rodrigues;
Léo Príncipe, Eduardo Bauermann, Rodolfo e Guilherme Santos;
Luiz Otávio (Luan), João Pedro e Fernando Neto;
Ramon (Rafael Furtado), Rodrigo Porto e Caio Monteiro (Alesson).
Técnico: Matheus Costa