Bahia 0 x 0 Cruzeiro - Valeu pela homenagem a Zé Rafael!

Zé Rafael fez seu último jogo pelo Bahia antes de vestir a camisa do atual campeão Palmeiras

por Agência Futebol Interior

Salvador, BA, 02 (AFI) - A homenagem a Zé Rafael foi a única atração do empate sem gols entre Bahia e Cruzeiro, neste domingo, no Estádio Pituaçu, em Salvador, pela 38ª e última rodada do Campeonato Brasileiro da Série A.

O camisa 10 foi contratado pelo atual campeão Palmeiras e, antes da partida, recebeu uma placa das mãos de Anderson Talisca - revelado pelo Esquadrão -, pelos seus 128 jogos. No segundo tempo, Zé Rafael ainda foi ovacionado pela torcida ao ser substituído por Vinícius.

O resultado em nada modificou a situação de baianos e mineiros. Já classificado para a Sul-americana, o Bahia se despediu do Brasileirão no 11º lugar com 48 pontos. O Cruzeiro, por sua vez, garantido na Libertadores por causa do título da Copa do Brasil, ficou na 8ª posição com 53 pontos.

Homenagem!
Anderson Talisca entregou placa a Zé Rafael. (Foto: Bahia / Divulgação)
Anderson Talisca entregou placa a Zé Rafael. (Foto: Bahia / Divulgação)

Antes da partida, Anderson Talisca, revelado pelo Bahia, entregou uma placa em homenagem a Zé Rafael. O jogador foi negociado com o campeão Palmeiras e deixa o Esquadrão com 128 jogos na carreira.

Chuva e chances...
A chuva que caiu no Pituaçu não espantou o público tricolor. E também não incomodou os clubes. Tanto é verdade que logo aos 3 minutos, o Bahia animou a galera. Elton cruzou na medida e Edigar Junio cabeceou bem, mas a bola passou à esquerda do gol.

Dois minutos depois, o Cruzeiro respondeu com Raniel que limpou a zaga e bateu firme e rasteiro, mas o goleiro Anderson defendeu.

RAPOSA SE ANIMOU

A Raposa se animou e meteu uma bola na trave aos 8 minutos. Sassá abriu espaço e chutou rasteiro. A bola caprichosamente acertou a trave tricolor. Aos 13 minutos, Nilton quase abriu o marcador para o Bahia.

Lucas Silva tirou errado e o jogador tricolor bateu e bola passou perto. No minuto seguinte, o Bahia voltou a assustar com Edigar Junio que recebeu cruzamento de Léo Pelé e quase fez de cabeça.

O Cruzeiro voltou a dar trabalho a Anderson. Aos 24 minutos, Raniel cobrou falta no ângulo, mas o goleiro do Bahia fez grande defesa. Baianos e mineiros diminuíram o ritmo e a primeira etapa acabou sem gols.

Torcida do Bahia aplaudiu muito Zé Rafael em sua despedida. (Foto: Bahia / Divulgação)
Torcida do Bahia aplaudiu muito Zé Rafael em sua despedida. (Foto: Bahia / Divulgação)

Adeus!
O 2º tempo, ao contrário da primeira etapa, começou devagar. O primeiro motivo de animação foi só aos 18 minutos e em homenagem a Zé Rafael. O jogador saiu sob aplausos ao ser substituído por Vinícius.

O primeiro lance de perigo, por sua vez, foi visto aos 26 minutos. Sassá entrou na área e tentou tocar por cima do goleiro, mas Lucas Fonseca evitou o gol mineiro.

Ficha Técnica

Fase
Única
Rodada
38ª rodada
Data
02/12/2018
Horário
17h00
Local
Arena Fonte Nova - Salvador (BA)
Árbitro
Bruno Arleu de Araujo-RJ

Renda
R$ 338.691,00
Assistentes
Luiz Claudio Regazone-RJ e Thiago Henrique Neto Correa Farinha-RJ

Público
27.776 pagantes
Cartões Amarelos
Bahia-BA: Elton, Flávio , Douglas Grolli, Luiz Henrique
Cruzeiro-MG: Manoel

Bahia-BA
Anderson;
Flávio, Douglas Grolli, Lucas Fonseca e Léo;
Nilton, Elton, Zé Rafael (Vinícius) e Ramires (Luiz Henrique);
Gilberto e Edigar Junio (Clayton).
Técnico: Enderson Moreira
Cruzeiro-MG
Rafael;
Ezequiel, Manoel, Cacá e Patrick Brey;
Lucas Romero, Lucas Silva e Ederson;
David (Alejandro), Raniel e Sassá (Laércio).
Técnico: Sidnei Lobo
 
 
" />