Tite aposta na experiência de sua zaga para a disputa da Copa do Mundo

Quando anunciou seus 23 convocados, Tite disse que Thiago Silva, Miranda e Marquinhos disputavam duas vagas

por Agência Estado

São Paulo, SP, 07 - Uma zaga de 66 anos. Experiência não falta à dupla de beques do Brasil. Thiago Silva e Miranda têm 33 anos cada um e ganharam a preferência de Tite para comandar a defesa na Copa do Mundo. O zagueiro da Internazionale sempre foi titular com o treinador. Mas o jogador do Paris Saint-Germain "roubou" a vaga de Marquinhos, o seu companheiro no clube francês, por ter mais "rodagem".

O bom futebol de ambos também contou na escolha. Mas o fato de terem passado dos 30 e os longos anos no futebol europeu foram fundamentais. Miranda disputará o seu primeiro Mundial, mas Thiago Silva já tem no currículo os de 2010, na África do Sul, como reserva, e 2014, no Brasil, como titular e capitão da equipe que ficou em quarto lugar, perdendo dois jogos por placares dilatados.

Tite aposta na experiência de sua zaga para a disputa da Copa do Mundo
Tite aposta na experiência de sua zaga para a disputa da Copa do Mundo
Essa será a mais velha dupla de zaga do Brasil em Copas do Mundo. A que mais se aproxima foi a dupla de 1966. Bellini jogou com 36 anos e seu companheiro, Altair, 28. Juntos, somavam 64 anos. A dupla titular de 2010 tinha dois trintões: Lúcio, de 32, e Juan, então com 31. Somavam 63 anos, um a mais do que a dupla bicampeã em 1962, com Mauro (32) e Zózimo (30).

Quando anunciou seus 23 convocados, Tite disse que Thiago Silva, Miranda e Marquinhos disputavam duas vagas. Mas o jogador da Internazionale sempre foi titular com o treinador. Thiago ganhou espaço na reta final e Tite sempre admirou o futebol do zagueiro. Seu entusiasmo cresceu depois da atuação dele no amistoso contra a Alemanha. Naquela vitória por 1 a 0, em Berlim, tornou-se fundamental quando o time foi pressionado.

Apesar disso, não foi fácil para Tite abrir mão do jovem Marquinhos, de 24 anos e titular na maioria dos jogos com ele. "Dói no coração tomar uma decisão com essa. É difícil. Qualquer um dos três que saísse seria injusto", admitiu o técnico. "O Marquinhos sabe o carinho e o respeito que tenho por ele. Mas o Thiago entrou e jogou muito", comentou.

 
 
" />