Sequência ruim faz Athletico-PR ir em busca de um novo treinador

A diretoria estuda alguns nomes e a preferência seria por um estrangeiro

por Agência Futebol Interior

Curitiba, PR, 16 (AFI) - A sequência ruim não só colocou o Athletico-PR na zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro como fez a diretoria ir ao mercado em busca de um novo treinador. De preferência, estrangeiro.

Depois da demissão de Dorival Júnior, os dirigentes rubronegros resolveram dar um tempo para Eduardo Barros, que havia conseguido bons resultados na reta final do Brasileirão de 2019 após a saída de Tiago Nunes.

Eduardo Barros não será efetivado no Ahtletico-PR (Foto: Site Oficial Athletico-PR)
Eduardo Barros não será efetivado no Ahtletico-PR (Foto: Site Oficial Athletico-PR)
Diferente do ano passado, quando teve cinco vitórias e três empates, Eduardo Barros não conseguiu bons resultados dessa vez. Em 12 partidas sob seu comando, o Furacão teve quatro vitórias, quatro empates e quatro derrotas.

Enquanto a diretoria ainda não chega a um nome de consenso, Eduardo Barros segue comandando o Athletico-PR. Neste sábado, o time vai até Goiânia enfrentar o Atlético-GO, no Olímpico Pedro Ludovico, pela 17ª rodada do Brasileirão.

Na 18ª colocação, com 15 pontos, o Athletico-PR tem a chance de deixar a zona de rebaixamento do campeonato em caso de um resultado positivo neste sábado.

O provável Furacão para esse jogo é: Santos; Khellven, Thiago Heleno, Pedro Henrique, Abner; Wellington, Christian, Léo Cittadini (Ravanelli); Nikão (Geuvânio), Carlos Eduardo e Kayzer.