Cotado no Fluminense, técnico que subiu na Série B desconversa sobre futuro

Treinador quer reencontrar a família antes de decidir os próximos passos da carreira

por Agência Futebol Interior

Goiânia, GO, 30 (AFI) - Eduardo Barroca chegou ao Atlético-GO faltando cinco rodadas para o fim da Série B e conseguiu, com bastante sofrimento, o acesso à elite. Mesmo que não tenha tido tanto tempo para que seja possível fazer uma análise concreta de seu desempenho, o treinador está em alta no mercado, tanto que tem o nome cotado para assumir o Fluminensne.

Questionado sobre a possibilidade de renovação com o Dragão, logo após o empate sem gols com Sport, neste sábado, Barroca preferiu não falar sobre o futuro.

“Eu estou 45 dias sem ver meus filhos. O que eu mais quero agora é amanhã receber um abraço dos meus filhos, da minha esposa, da minha família, e desfrutar um pouco deste momento é que é muito especial”, desconversou.

Foto: Divulgação / Atlético-GO
Foto: Divulgação / Atlético-GO
GRATO
Depois de conquistar o acesso, o treinador aproveitou para valorizar o trabalho de Wagner Lopes, seu antecessor no comando atleticano.

“Quero dividir isso com o Wagner Lopes, porque peguei um trabalho muito bem feito, uma equipe organizada, com jogadores de caráter montados por ele. Depois, eu queria agradecer a forma como fui tratado aqui desde o primeiro dia, com muito carinho com muito respeito”, comentou Barroca, que ainda relembrou toda a trajetórias feita nesta temporada.

“Comecei no Corinthians, depois tive uma oportunidade incrível no Botafogo, um clube muito especial na minha vida. A gente termina o ano com uma emoção dessa, muitas coisas adversas no caminho, mas Deus provou para a gente que a gente não podia largar e fomos recompensados. O clube faz as coisas de maneira muito correta”, concluiu.