Leucemia, superação e família: conheça Danielzinho, atacante do Atibaia

Atleta teve a doença diagnosticada ainda recém-nascido e revela apoio familiar para buscar o sonho de infância

por Federação Paulista (FPF)

Atibaia, SP, 13 (AFI) - Muitos jogadores de futebol têm lindas histórias de superação, vencendo diversas adversidades ao longo da vida. Daniel Tiago Duarte, mais conhecido como Danielzinho, também entra nessa seleta lista de histórias inspiradoras. O atual atacante do Atibaia foi diagnosticado com leucemia ainda recém-nascido, o que fez seus pais, Marilia e Raimundo, temerem pela vida.

“Eu tive leucemia, basicamente meu sangue virou água. Como eu era recém-nascido, foi descoberto ainda muito cedo, mas ainda sim meus pais viviam no hospital. Os médicos sempre vinham com noticias negativas, o que deixavam eles ainda mais preocupados. Naquele momento, o maior temor era saber se ia sobreviver ou não”, revelou.

Sem recordações sobre o episódio por se tratar de um recém-nascido, Danielzinho revela as preocupações e as dificuldades enfrentadas por seus pais na época do tratamento.

Danielzinho lutou para ser jogador de futebol (Foto: Gustavo Muniz/SC Atibaia)
Danielzinho lutou para ser jogador de futebol (Foto: Gustavo Muniz/SC Atibaia)
“Nesse momento, minha família começou a se apegar na fé religiosa. Os médicos já diziam para os meus pais que a chance de falecer era muito grande. Minha mãe relata que eles tiveram que vender tudo, desde imóveis até terrenos, para que continuassem a pagar meu tratamento, em momento algum eles me abandonaram. Felizmente o tratamento surtiu efeito e eu consegui vencer a doença”, comemorou.

Apesar de ter vencido a primeira batalha da vida, o jogador ainda teve que enfrentar outras, como sequelas da leucemia e uma infância pobre.

“A minha infância foi muito legal, quando eu consegui superar essa doença. Claro que depois que eu venci a leucemia, tive dificuldades para andar, então naquela época eu usava uma bota ortopédica até que conseguisse andar sozinho. Apesar da minha maior adversidade ter sido a doença, também tive, junto com mais dois irmãos mais novos, uma infância pobre, onde as vezes faltava alguma coisa para comer dentro de casa,” comentou.

REALIZAÇÃO DE UM SONHO
Revelado pelo São Bernardo FC, o atacante teve excelente início no clube do ABC paulista. O futebolista foi um dos grandes nomes da equipe que foi campeã do Paulistão Série A2 de 2012, sendo artilheiro do clube com onze gols. Danielzinho revela que essa paixão surgiu ainda criança, de forma inusitada dentro da própria casa.

“A minha vontade de me tornar jogador de futebol vem desde a minha infância. Meus pais contam que após eu ter me recuperado totalmente e minhas pernas já estavam fortes, ficava chutando laranjas pela casa (risos). Meu pai me apoiou muito quando decidi virar jogador. A minha mãe nem tanto, porque ela tinha medo que me machucasse, temendo que meus ossos ainda estivessem frágeis”, explicou.

O atacante não esconde a felicidade por ter conseguido ‘driblar’ todas as adversidades, comemorando o fato de ter se tornado jogador de futebol mesmo depois de tantos percalços.

“A emoção de ter virado um jogador de futebol profissional foi a segunda maior que tive na minha vida, só perdendo para quando virei pai. Foi a realização de um sonho, um sentimento que simplesmente não consigo explicar. Eu tive a oportunidade de jogar algumas competições muito boas”, enalteceu.

Ciente da importância familiar em sua vida, Danielzinho fez questão de agradecer a perseverança das pessoas que o ajudaram a chegar ao futebol profissional. “Minha família é tudo para mim, já que nos piores momentos, jamais deixaram de me incentivar. Minha mãe, mesmo com medo, nunca deixou de me apoiar. A família é primordial na vida de uma pessoa”, concluiu.

CARREIRA
Além de ter estreado profissionalmente vestindo a camisa do São Bernardo FC, onde foi a principal peça ofensiva da equipe na campanha campeã do Paulistão A2 de 2012, Danielzinho tem diversas passagens pelo futebol nacional e internacional. O jogador, de 32 anos, já atuou por São Caetano, Água Santa, Botafogo-PB, Sport-PE, APOEL-Chipre, entre outros.

Atualmente o atleta defende as cores do Atibaia no Paulistão A2 Sicredi. Além disso, Danielzinho é o vice-artilheiro da equipe, com quatro gols feitos. O clube se encontra na 11ª colocação do estadual, com 14 pontos somados em 12 jogos.