Pedrinho e Antony saem como promessas do Brasil para tentar brilhar na Europa

Ambos não devem mais jogar por seus respectivos clubes e o adeus, provavelmente, será longe das quatro linhas, por conta da pandemia

por Agência Estado

São Paulo, SP, 03 - Pedrinho, do Corinthians, e Antony, do São Paulo, não devem mais jogar por seus respectivos clubes. As jovens promessas defenderiam suas equipes antes de partirem para Europa, mas por conta da suspensão do futebol brasileiro, em decorrência da pandemia do novo coronavírus (covid-19), o adeus, provavelmente, será longe das quatro linhas.

Desta forma, a reportagem irá relembrar a trajetória de ambos os atletas revelados nas categorias de base de suas equipes. A negociação de ambos amenizará os débitos dos clubes. Pedrinho foi vendido ao Benfica, de Portugal, por 20 milhões de euros (R$ 105 milhões). Já Antony seguirá ao Ajax, da Holanda, em um negócio que poderá render cerca de 29 milhões de euros (R$ 130 milhões) aos cofres do São Paulo. Os dois, no entanto, devem atuar juntos pela seleção brasileira olímpica.

Pedrinho e Antony saem como promessas do Brasil para tentar brilhar na Europa
Pedrinho e Antony saem como promessas do Brasil para tentar brilhar na Europa
PEDRINHO
Pedrinho chegou ao Corinthians em 2013, com 15 anos, e se destacou três anos mais tarde, em 2016, na Copa São Paulo de Futebol Junior. O jovem meia-atacante chamou atenção por sua velocidade e dribles desconcertantes, que também foram evidenciados na edição de 2017 do torneio de juniores, no qual o clube alvinegro foi campeão.

Um dos destaques daquela Copa São Paulo, Pedrinho ganhou uma chance na equipe titular de Fábio Carille, então treinador do time. O habilidoso meia-atacante foi inscrito no Campeonato Paulista como peça de reposição e fez a sua estreia no dia 19 de março contra a Ferroviária.

Não demorou para que a torcida do Corinthians criasse laços afetivos pelo jogador. O primeiro gol foi quatro meses após sua estreia, em partida válida pela Copa Sul-Americana contra o Patriotas, da Colômbia. Pedrinho aproveitou um lançamento de Cássio para encobrir o goleiro rival.

Dali em diante, a jovem promessa alternou entre os titulares e o banco de reservas. As boas atuações em clássicos e partidas decisivas logo chamaram a atenção do mercado europeu. Quem se saiu melhor na briga pelo jogador foi o Benfica.

Em sua passagem pela equipe principal do Corinthians, Pedrinho disputou 134 jogos e marcou 16 gols. Foram quatro títulos conquistados: três Campeonatos Paulistas (2017, 2018 e 2019) e um Campeonato Brasileiro (2018).

ANTONY
O atacante cresceu no São Paulo. É atleta do clube desde 2011 e, ao longo de sua evolução, participou de conquistas importantes da base de Cotia. Em 2018, por exemplo, ele foi protagonista do título da Copa do Brasil Sub-20, o que já havia lhe assegurado uma vaga no elenco principal no final daquele ano.

Após a saída do técnico uruguaio Diego Aguirre, o ex-treinador da base André Jardine assumiu o São Paulo. Foi sob seus comando que Antony estreou no dia 15 de novembro contra o Grêmio, pelo Brasileirão.

Contudo, Antony voltou à base para disputar a Copa São Paulo de Futebol Junior em 2019. O clube do Morumbi, após quase 10 anos de jejum, conquistou o torneio e o jovem promissor foi eleito o craque da competição, com quatro gols e seis assistências, em nove partidas.

Após o título, Antony voltou ao elenco principal e fez uma bela campanha no Campeonato Paulista, onde marcou o seu primeiro gol como profissional diante do São Caetano. As boas atuações no Brasileirão logo chamaram a atenção do mercado europeu.

Quem se saiu melhor na disputa pelo jogador foi o Ajax, que monitorava o atleta há cerca de dois anos. Com a camisa do São Paulo, Antony marcou seis gols em 49 partidas.