Maranhão x Paysandu - Vai aproveitar a crise do rival, Papão?

Maranhão foi rebaixado pela primeira vez em sua história no Estadual

por Agência Futebol Interior

São Luís, MA, 02 (AFI) – Um dos clubes mais tradicionais do Maranhão, o Maranhão vive um inferno astral em 2014. Rebaixado pela primeira vez em sua história no Estadual, o MAC tenta dar a volta por cima na Copa do Brasil. E para isso tenta ao menos garantir a volta contra o Paysandu, nesta quarta-feira, no Estádio Nhozinho Santos, em São Luís.

Quinze vezes campeão maranhense, o Demolidor de Cartazes precisa evitar uma derrota por dois ou mais gols para fazer o segundo jogo, que acontece no dia 16 de abril, às 20h30, no Mangueirão. Além da eliminação, o time ainda perderia 60% da renda do jogo, caso perca por esta diferença de gols. O vencedor deste duelo encara Brasília ou Sport.

Até hoje, o Maranhão disputou a Copa do Brasil por seis vezes, e tem como melhor campanha a queda na terceira fase em 2000. Por outro lado, o Papão ainda luta pelos títulos paraense e da Copa Verde – está na final desta última contra o Brasília. O Bicolor também disputou 15 vezes o torneio, tendo chegado por três vezes às oitavas.

Maranhão caiu no Estadual

É o que restou?
Após o vexame no Maranhense, o técnico Arnaldo Lira tem a Copa do Brasil como última esperança para manter o time em atividade no ano. Para tanto, o treinador deve fazer algumas modificações, como a estreia do lateral-direito Thiago Granja e a volta do meia Janeudo.

“O Maranhão não fez um bom campeonato estadual e, agora, este encontro difícil pela Copa do Brasil. “É complicado, é difícil, mas é no momento de dificuldade que a gente tem que tentar se superar. Acreditamos que o Maranhão posa fazer um bom jogo”, disse Lira.

Mazola dribla desfalques

Baixas bicolores
O principal desfalque do técnico Mazola Júnior será o meia Héverton, que decidiu se aposentar, alegando estar desgastado após ser pivô do rebaixamento da Portuguesa. Além dele, o treinador não terá o zagueiro Pablo e o meia Bruninho, lesionado, e o atacante Leandro Carvalho, afastado do elenco por indisciplina.

Apesar da situação complicada do adversário, Mazola não espera vida fácil. “A Copa do Brasil nos exige toda atenção. Não é uma competição de pontos corridos e sabemos que esses times dão tudo para conseguirem bons resultados com equipes teoricamente melhores”, argumentou.