Palmeirenses vão ao treino e transformam avenida em 'arquibancada'

O time se prepara para receber a Chapecoense pela penúltima rodada do Brasileirão. Um empate garante o título

por Agência Estado

São Paulo, SP, 26 (AFI) - A entrada da Academia de Futebol foi totalmente ocupada por torcedores do Palmeiras na manhã deste sábado. Repetindo o que haviam feito antes da partida contra o Internacional, há duas semanas, centenas de palmeirenses foram ao centro de treinamento para apoiar o time. Como os portões estavam fechados ao público e à imprensa no último treino antes da partida diante da Chapecoense, os torcedores transformaram todas as faixas da Avenida Marquês de São Vicente, onde se localiza o CT, em uma verdadeira arquibancada.

A festa foi bem maior que as anteriores. Além da presença de torcedores organizados, os palmeirenses comuns também compareceram em grande número. Bandeiras, rojões, fumaça colorida, faixas de eneacampeão, referência à nona conquista do clube, e cartazes pedindo a permanência do técnico Cuca formaram uma festa parecida com a da conquista efetiva do título. Os principais gritos da torcida eram "Está chegando a hora" e "Dá-lhe, porco". O hino do clube era cantado exaustivamente. O diretor de futebol Alexandre Mattos foi ovacionado pelos torcedores ao deixar o CT de carro.

Também não faltaram provocações aos rivais, especialmente o Flamengo, que perseguiu o Palmeiras em grande parte do torneio. Fazendo referência à expressão "cheirinho de título", que os torcedores rubro-negros usaram nas redes sociais para lembrar as semelhanças deste ano com a campanha vitoriosa de 2009, alguns palmeirenses usaram camisas com a inscrição "Qual o cheiro?" no peito e "Cheiro de enea" nas costas.

O Palmeiras precisa apenas de um ponto diante da Chapecoense, no Allianz Parque, neste domingo, para se sagrar campeão brasileiro após 22 anos.