Diretor de Futebol do Fluminense afirma que interferência externa "não está na regra"

O diretor Jorge Macedo reclamou de o árbitro ter voltado atrás na validação do gol por causa de uma informação de fora

por Agência Futebol Interior

Volta Redonda, RJ, 14 (AFI) – Aos 39 minutos do segundo tempo do clássico entre Fluminense e Flamengo, o time Tricolor conseguiu o empate, mas era só o início da polêmica. Após anular, voltar atrás e validar o gol, uma paralisação de 13 minutos aconteceu e a arbitragem tornou a anular o gol Tricolor. A confusão gerou muita polêmica e o Diretor de Futebol do Fluminense, Jorge Macedo, não poupou criticas à arbitragem sobre o caso.

“Estranhamente, o bandeira anula nosso gol, ele achava que o Cícero tinha feito o gol. Eles falaram que o Henrique fez o gol e ele validou o gol. Depois da informação da TV que veio do banco de reservas do Flamengo eles voltaram atrás. Apesar de pedirem isso para o futuro, a interferência externa ainda não está na regra e isso fez toda a diferença”, afirmou Jorge Macedo.
Jorge Macedo se queixa de polêmica de arbitragem
Jorge Macedo se queixa de polêmica de arbitragem

O diretor de futebol do Fluminense também reclamou do primeiro gol do Flamengo no jogo, que aconteceu no primeiro tempo. “No primeiro gol do Flamengo estava impedido e eles deslocam nosso goleiro, mas a arbitragem não deu nada”, afirma Jorge Macedo.

Com a vitória por 2 a 1, o Flamengo diminui a diferença para o líder Palmeiras para apenas um ponto. Já o Fluminense cai para 6º na 30ª rodada e segue brigando pela vaga na Libertadores. São 47 pontos para o Tricolor até aqui.