Atacante do Figueirense comenta erros de arbitragem: 'A CBF não toma uma providência'

Everton Santos fala sobre a polêmica derrota para o Palmeiras, mas enfatiza que a diretoria é quem deve tomar as devidas providências

por Daniel Camargo

Florianópolis, SC, 19 (AFI) – Em preparação para o duelo contra o Atlético-MG no próximo domingo, a arbitragem da derrota para o Palmeiras segue repercutindo no Figueirense. Focado nas sete decisões que restam para o clube, o atacante Everton Santos concedeu entrevista coletiva na última terça. Ele destacou que o elenco está determinado a deixar a zona do rebaixamento do Campeonato Brasileiro e, ressaltou a passividade da CBF quanto as falhas da arbitragem.

“É complicado falar de arbitragem. Estamos vendo ao longo da competição toda muitos erros e, nada se faz. A CBF não toma uma providência. Vocês (jornalistas presentes na coletiva de imprensa) puderam ver que o jogo (contra o Palmeiras) estava de igual para igual no domingo, um jogo bem jogado, disputado. Inclusive eu, dentro da partida, após ele (Igor Junior Benevenuto, árbitro do jogo) ter dado aquele pênalti inexistente, falei: Poxa você acabou estragando um jogo que estava muito bem disputado pelas duas equipes. [...] não podemos ficar pensando nisso, temos que deixar para a diretoria tomar as devidas precauções referentes à arbitragem [...]”, ponderou.

Everton Santos comentou a arbitragem do jogo com o Palmeiras (Foto: Reprodução / TV Figueira)
Everton Santos comentou a arbitragem do jogo com o Palmeiras (Foto: Reprodução / TV Figueira)

SITUAÇÃO COMPLICADA
Na 18ª posição na tabela de classificação, o Figueirense está quatro pontos atrás do Internacional, 16ª colocado e primeiro time fora do Z4. Com a cabeça no próximo jogo, o atacante destacou que o time está ciente das qualidades do Galo.

“Estamos vivendo um momento em que todo jogo é uma decisão. Temos ainda uma situação na qual dependemos somente das nossas forças para sair, encaramos a semana com muita seriedade. Estamos trabalhando forte, sabemos da dificuldade que vamos encontrar com o Atlético-MG, vamos trabalhar muito para sair desse momento ruim”, disse.